Clube Esportivo Bento Gonçalves

Clube Esportivo Bento Gonçalves

Fundado em 28/08/1919, na cidade de Bento Gonçalves.

 

 

Em 1938, o Esportivo participou do Regional (eliminado pelo Juventude) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga

Em 19 de janeiro de 1958, o Esportivo realizou seu primeiro jogo internacional, com o Club de Gimnasia y Esgrima de La Plata, da Argentina, perdendo por 1x0.

Em 1967 disputou a chamada Copa Aneron Corrêa da Silveira.  Por problemas judiciais o torneio foi cancelado na final e não teve campeão

Era uma espécie de Copa FGF, somente com clubes do Interior. Eram 20 times participantes divididos em cinco grupos onde apenas os dois primeiros iriam para a segunda fase. O Esportivo caiu no Grupo C (com mais 3 times), ficou na lanterna e não classificou-se para a próxima fase. Em seis jogos, ganhou duas, empatou uma e perdeu três vezes. Destaque negativo para a goleada sofrida para o Cruzeiro-POA por 4x0, fora de casa.

Em 1969 foi campeão da Segunda Divisão gaúcha. Foi uma campanha impecável, de 19 vitórias em 22 jogos disputados. O título veio sobre o Avenida, com vitória em Santa Cruz do Sul por 1x0 e nova vitória, desta vez por W.O, em Bento Gonçalves

Em 1970 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 18 equipes: Inter, Grêmio, Novo Hamburgo, Farroupilha, Pelotas, Aimoré, 14 de Julho/PF, Juventude, Gaúcho, Brasil/Pe, Esportivo, Inter/SM, Cruzeiro, São José, Santa Cruz, Flamengo, Guarany/BG e Ypiranga/ERE. O regulamento era: Fase Preliminar, dois grupos de 9 clubes. As equipes jogam dentro do grupo (ida e volta). Cinco times seguem por grupo. Nesse ano não houve rebaixamento. As 10 equipes classificadas jogam o Decagonal Final. Quem fizer mais pontos é campeão. O Esportivo ficou em quarto no Grupo A com 5V, 7E, 4D. Na fase final ficou em quarto (9V, 5E, 4D). Ainda disputou a Copa Governador do Estado (Copa Governador Walter Peracchi Barcelos). O regulamento era 10 clubes divididos em 2 grupos onde os dois primeiros classificavam-se para as semifinais. O Esportivo não foi bem e acabou na lanterna, sendo eliminado ainda na fase de grupos

Em 1971 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 25 equipes: Inter, Grêmio, Novo Hamburgo, Farroupilha, Pelotas, Aimoré, 14 de Julho/PF, Juventude, Gaúcho, Brasil/Pe, Esportivo, Inter/SM, Cruzeiro, São José, Santa Cruz, Flamengo, Guarany/BG, Riograndense/SM, Bagé, São Paulo/RG, Tamoio de Santo Angelo, Atlantico/ERE, Avenida, Rio Grande e Ypiranga/ERE. O regulamento era: Fase Preliminar, grupo A com 13 clubes e grupo B com 12 clubes, onde os 4 primeiros classificavam-se para um octogonal final, onde o primeiro desses 8 seria o campeão. O Esportivo fez uma campanha espetacular e ficou em segundo no Grupo A com 16V, 2E, 5D, atrás do campeão Internacional e classificou-se para o octogonal, onde ficou em terceiro com 6V, 2E, 6D, atrás somente da dupla grenal. Destaques para as goleadas de 5x2 no Grêmio (tirou a invencibildade de 24 partidas do tricolor), 5x1 no 14 de Julho e 5x1 no Riograndense/SM. Ainda disputou a Copa Governador do Estado (Copa Governador do Estado - Euclides Triches). O regulamento era 33 clubes do interior divididos regionalmente em 6 grupos. O Esportivo não teve muito êxito e não chegou as finais

Em 1972 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 25 equipes: Cachoeira, Nacional/CA, Sá-Viana, Atlético de Carazinho, Inter, Grêmio, Novo Hamburgo, Farroupilha, Pelotas, Aimoré, 14 de Julho/PF, Gaúcho, Brasil/Pe, Esportivo, Inter/SM, Cruzeiro, São José, Santa Cruz, ACF, Guarany/BG, Riograndense/SM, Bagé, São Paulo/RG, Tamoio de Santo Angelo e Ypiranga/ERE. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 23 clubes foram divididos em 4 grupos onde os 2 primeiros classificavam para o decagonal final, onde entraria a dupla grenal. O Esportivo ficou em segundo no Grupo A com 4V e 4E e classificou-se para o decagonal onde ficou em quinto com 6V, 5E, 7D. Ainda disputou a Copa Governador do Estado (Copa Governador do Estado - Euclides Triches). O regulamento era 29 clubes do interior divididos regionalmente em 4 grupos. Os 3 primeiros classificavam-se para a fase final, onde juntavam-se com mais 8 os clubes (Caxias, Aimoré, Novo Hamburgo, Esportivo, Santa Cruz, Cruzeiro, Gaúcho e Brasil/Pe) e o melhor levantava a taça. O Esportivo, que entrou na fase final, ficou em terceiro (9V,7E,3D)

Em 1973 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 22 equipes: Cachoeira, Fluminense/SL, AESA, Atlético de Carazinho, Inter, Grêmio, Novo Hamburgo, Pelotas, Aimoré, Riograndense/RG, Gaúcho, Brasil/Pe, Esportivo, Inter/SM, Cruzeiro, São José, Santa Cruz, ACF, Guarany/BG, Avenida, Bagé e Ypiranga/ERE. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 20 clubes fariam jogos entre si em turno único onde os 10 primeiros classificavam para a fase final, onde entraria a dupla grenal. Essa fase seria um turno e returno e a final seria entre os vencedores da cada turno. O Esportivo ficou em quinto com 9V, 7E, 3D e classificou-se para a fase final onde ficou em sétimo no 1°turno (3V,5E,3D) e quarto no 2°turno (5V,2E,4D). Em 15/04/1973 derrotou o Internacional por 2x1, conquistando sua primeira vitória diante do Colorado e tornando-se o primeiro clube do interior gaúcho a vencer no Beira-Rio. Ainda disputou a Copa Governador do Estado. O regulamento era 25 clubes do interior divididos regionalmente em 5 grupos. Os 2 primeiros classificavam-se para a fase final, onde juntavam-se com mais 10 clubes (Caxias, Aimoré, Bagé, Esportivo, Inter/SM, AESA, Gaúcho, Pelotas, São José e Brasil/Pe) e o melhor levantava a taça. O Esportivo foi 1° na fase final (12V,4E,3D) levantando a taça de campeão e ganhando uma vaga no Gauchão 1974

Em 1974 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 16 equipes: Inter, Grêmio (pré-classificados), Armour, ACF, ASCF, Atlético de Carazinho, Esportivo, Encantado, Novo Hamburgo, Inter/SM, São José, São Luiz, Gaúcho, Ypiranga (12 primeiros da Copa Governador do Estado 73), Riograndense/RG e Pratense (campeão/vice da Copa Cícero Soares 73). O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 14 clubes fariam jogos entre si em turno único onde os 8 primeiros classificavam para a fase final, onde entraria a dupla grenal. Essa fase seria um turno e returno e a final seria entre os vencedores da cada turno. O Esportivo ficou em sexto na primeira fase e classificou-se para o decagonal, onde ficou em quarto no primeiro turno com 3V, 3E, 3D e último no segundo turno com 1V, 3E, 5D

Em 1975 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 32 equipes: A.A Alegrete, ACF, AESA, ASCF, Cachoeira, Atlético/CAR, Aimoré, Esportivo, Atlântico, Elite, Encantado, Inter, Inter/SM, Inter/SB, Novo Hamburgo, Pelotas, São José, São Luiz, Riograndense/RG, Farroupilha, Guarany/GAR, Grêmio, Grêmio/SL, Bagé, Juventude de Guaporé, Guarany/BG, Lajeado, Gaúcho, Rio Grande, São Paulo/RG, Tupy e Ypiranga. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 30 clubes foram divididos em 6 grupos, onde os três primeiros se classificavam para a fase final, que teria 20 times, em jogos somente de ida, onde os 4 primeiros fariam as finais. O Esportivo ficou em penúltimo colocado no grupo A (1V, 5E, 2D) e foi eliminado. Ainda disputou a Copa Governador do Estado. Foi disputada por 54 equipes do interior e dava vagas ao Gauchão do ano seguinte e as Copinhas disputadas no segundo turno (Cícero Soares e Pedro Carneiro Filho). Eram várias fases classificatórias até as finais. O Esportivo foi bem e levou uma vaga no Gauchão do ano seguinte. Destaque para a goleada de 10x0 aplicada no Pratense

Em 1976 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 32 equipes: Ferrocarril, A.A Alegrete, Armour, Sá Viana, Juventude, Caxias, ASCF, Pradense, Santa Rosa, Atlético/CAR, Aimoré, Esportivo, Cruzeiro/PA, Atlântico, Estrela, Inter, Inter/SM, Inter/SB, Pelotas, São José, São Luiz, Riograndense/RG, Farroupilha, Guarany/GAR, Grêmio, Bagé, Juventude de Guaporé, Guarany/BG, Lajeado, Gaúcho, Tupy e Ypiranga. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 30 clubes foram divididos em 6 grupos, onde os três primeiros se classificavam para a fase final, que teria 20 times, em jogos somente de ida, onde os 4 primeiros jogariam em dois turnos todos contra todos. Os vencedores de cada turno fariam a final. Caso o mesmo time vencesse os dois turnos, ganhava o direito de ser campeão com dois empates ou apenas uma única vitória. O Esportivo ficou em primeiro colocado no grupo C (4V, 4E) e classificou-se para a fase final, onde ficou em quarto (11V, 4E, 4D) e foi para o quadrangular final. No turno de ida obteve os seguintes resultados: 2x5 Grêmio, 0x3 Inter e 3x1 Caxias. Ficou em terceiro. No turno de volta obteve: 0x0 Grêmio, 0x2 Inter e 1x1 Caxias. Ficou em último e não conseguiu ir a final

Em 1977 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 24 equipes: Brasil/PE, AESA, 14 de Julho/PF, São Borja, Juventude, Caxias, ASCF, Cachoeira, São Paulo, Atlético/CAR, Esportivo, Cruzeiro/PA, Estrela, Inter, Inter/SM, Novo Hamburgo, Pelotas, São Luiz, Riograndense/SM, Grêmio, Bagé, Guarany/BG, Gaúcho e Ypiranga. O regulamento era: dois grupos com 12 times cada. Os vencedores classificavam para uma final do turno. Os 22 times que sobravam faziam um mata-mata (segundo contra segundo, terceiro contra terceiro...). Aí formava a classificação geral do primeiro turno. Depois era feita uma repescagem com os times da posição 8 até 18 (divididos em dois grupos de 5). Os dois campeões classificava para o decagonal final, em dois turnos, com os 8 primeiros. Os ganhadores de cada turno fariam a finalíssima.  O Esportivo ficou em quinto na primeira fase (7V, 4E, 2D) e foi para o decagonal, onde ficou em sétimo no primeiro turno (2V, 3E, 4D) e em quinto no segundo turno (5E, 1E, 3D). Nesse ano conquistou a Copa Governador do Estado pela segunda vez. Na decisão, enfrentou o Brasil de Pelotas. Na partida de ida, dia 12 de abril, venceu por 1x0 em pleno Estádio Bento Freitas, com gol de Rubem. Na volta, dia 15 de dezembro no Estádio da Montanha, perdeu pelo mesmo placar, tendo Osmar marcado para o Brasil. Com os resultados iguais, foi necessária a realização de uma terceira partida, a qual foi marcada para o dia 22 de dezembro, em campo neutro. O local escolhido foi o Estádio Cristo Rei, em São Leopoldo. Entretanto, a torcida do Brasil derrubou o alambrado do estádio, e a partida foi cancelada por falta de segurança. A decisão ficou para o dia 2 de fevereiro de 1978, no Beira-Rio, em Porto Alegre, com a presença do governador Sinval Guazzelli. O Esportivo venceu por 3x0, com os três gols da partida sendo marcados por Adilson, e ficou com o título.

Em 1978 disputou a Copa Rubens Hoffmeister. Essa copa reunia somente times do interior. Eram 15 times divididos em 4 chaves com 4 times cada (um dos grupos tinha só 3 times). Os dois primeiros de cada grupo iriam fazer um octogonal (onde 4 iriam para o hexagonal final). Os perdedores iriam para outro grupo, onde dois iriam para o hexagonal final. Os dois campeões estariam classificados para a fase final do Gauchão 1978. O Esportivo caiu no Grupo 2 ao lado de mais três equipes. Em 6 jogos, venceu 3, empatou 2 e perdeu apenas uma vez. Foi o campeão do Grupo e classificou-se para o Grupo E (Grupo dos Vencedores). Na disputa do Grupo, o time serrano ficou em quinto lugar. Em 14 jogos, venceu 5, empatou 5 e perdeu 4 vezes. Com isso, classificou-se para o hexagonal final, graças ao fato de que o Atlético de Carazinho (o terceiro colocado) desistiu da competição e abriu vaga para o quinto classificado. Na fase final, o time de Bento arrasou e foi vice-campeão. Em 10 jogos, venceu 5, empatou 4 e perdeu somente um. Ficou com a mesma pontuação do Novo Hamburgo, e conforme o regulamento, a decisão do campeonato seria realizado em um jogo de desempate entre os dois clubes. Em 30/07, venceu por 3x1 e sagrou-se CAMPEÃO da Copa Rubens Hoffmeister e assegurou vaga a Fase Final do Gauchão de 1978. O estadual foi disputado por 20 equipes num regulamento muito confuso, onde o Inter foi o campeão.

Em 1979 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 20 equipes: Brasil/PE, Farroupilha, 14 de Julho/PF, São Borja, Juventude, Caxias, Cachoeira, São Paulo, Avenida, Esportivo, Estrela, Inter, Inter/SM, Novo Hamburgo, Pelotas, Riograndense/SM, Grêmio, Bagé, Guarany/BG e Gaúcho. O regulamento era: Todos contra todos em um turno e returno. Os campeões de cada turno e os 6 melhores, somando os dois turnos, iam para o octogonal final, onde o primeiro seria o campeão. Vale destacar que os 4 primeiros do octogonal ganhavam vaga para o Brasileiro Série A 1980 e o quinto ao oitavo ganhavam vaga na Série B nacional.  O Esportivo ficou em 5° no primeiro turno (9V, 8E, 2D) e 6° no segundo turno (8V, 7E, 4D), garantindo vaga no octogonal final, onde conseguiu a façanha de ser vice-campeão (6V, 6E, 2D) e ganharia uma vaga na elite do brasileirão do ano seguinte, porém a federação excluiu o clube alegando que ele não tinha estádio em condições de mandar seus jogos. Uma decisão lamentável e injusta tirou do clube a chance de se projetar para o país. Nesse mesmo ano, no dia 30 de maio, ocorreu um jogo histórico. O Esportivo enfrentou o Grêmio na Montanha, num jogo disputado com muita neve, numa temperatura de um 1°C. A partida terminou em 0x0 e foi batizada de O Jogo da Neve.

Em 1980, o clube sagrou-se tricampeão da Copa Governador do Estado. Com o título disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 16 equipes: Brasil/PE, Farroupilha, Lajeadense, São Borja, Juventude, Caxias, Esportivo, São Paulo/RG, Inter, Inter/SM, Novo Hamburgo, Pelotas, Grêmio, Bagé, Guarany/BG e Gaúcho. O regulamento era: As equipes se enfrentam em turno e returno. Os seis melhores classificados disputam o hexagonal final. São rebaixados os 6 últimos colocados na soma dos turnosO Esportivo fez uma campanha razoável no primeiro turno (ficou em 12°) e também no segundo turno (11° lugar), sendo rebaixado para a segunda divisão

Em 1982, o Esportivo conquistou a Copa RS. A decisão foi em 17 de julho, com vitória do Esportivo sobre o Internacional de Santa Maria por 1x0, no Estádio da Montanha. Ainda nesse ano disputou o Torneio Incentivo ao Futebol Gaúcho. Participaram 8 equipes em um único grupo em jogos em turno único. O campeão e o vice fariam a final. O Esportivo foi o quinto. Em 7 jogos, teve 2 vitórias, 3 empates e 2 derrotas. Também disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 12 equipes: São José, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Guarany/BG, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter e São Paulo/RG. O regulamento era: As equipes se enfrentam em turno e returno em jogos. Os seis melhores classificados disputam o hexagonal final. São rebaixados os 2 últimos colocados na soma dos turnos. O Esportivo fez uma excelente campanha, ficando em 3° na classificação final

Em 1983 disputou a Copa ACEG. Eram 10 clubes divididos em dois grupos de 5, onde os três primeiros de cada grupo jogariam a fase final, onde seriam distribuídos em outros dois grupos com 3 times cada. Os vencedores de cada grupo fariam a final do torneio. O Esportivo caiu no Grupo 2 e foi o segundo, garantindo vaga na próxima fase. Em 8 jogos, ganhou 2, empatou 4 e perdeu 2. Destaque para a goleada aplica em cima do Aimoré por 6x1. Na fase final caiu no mesmo grupo de Inter-SM e São Borja. Venceu duas, empatou uma e perdeu uma. Foi o campeão do grupo e garantiu vaga na final. Na final contra o Novo Hamburgo, venceu a primeira por 1x0 em casa e empatou em 1x1 fora de casa, sagrando-se CAMPEÃO DA COPA ACEG. Em 1983 também disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 12 equipes: Bagé, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Aimoré, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter e São Paulo/RG. O regulamento era: As equipes se enfrentam em turno e returno em jogos. Os oito melhores classificados disputam o octogonal final. Nesse ano não houve rebaixamento. O Esportivo fez uma boa campanha na fase inicial e ficou em quarto lugar (8V, 10E, 4D). No octogonal foi mal e ficou em sexto (2V, 8E, 4D). Destaque positivo foi as vitórias de 1x0, em casa, contra o campeão Internacional, uma delas fora de casa. Nesse ano jogou a Serie B nacional. Em 1983 disputou o Campeonato Brasileiro Série B (Taça de Prata). O Esportivo caiu num grupo ao lado de Novo Hamburgo, Criciúma, Londrina, Portuguesa e São Bento. Dois classificavam-se. O alvi azul foi ficou em terceiro a um ponto da classificação (2V,2E,1D) e foi eliminado.

Em 1984 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Bagé, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Aimoré, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. Seis equipes passam a fase final. Nesse ano dois clubes seriam rebaixados. O Esportivo fez uma campanha regular mas não avançou a fase final

Em 1985 disputou a Copa Bento Gonçalves. Eram 16 clubes (incluindo dupla Gre-Nal), divididos em 4 grupos com 4 clubes. Os dois primeiros se classificariam para o mata-mata (jogos ida e volta). O Esportivo ficou no Grupo B, ao lado de Santa Cruz, Gaúcho e Juventude. Em 6 jogos, venceu 2, empatou 1 e perdeu 3. Classificou-se para o mata-mata em segundo. Enfrentou o poderoso Grêmio e não teve chances. No primeiro jogo em casa levou 3x1 e no jogo da volta no Olímpico perdeu por 1x0. Deu adeus a competição. Ainda nesse ano disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Riograndense/RG, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Gaúcho, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O regulamento era dois turnos, onde os campeões de cada turno fariam as finais. Nesse ano dois clubes seriam rebaixados (somando os turnos). O Esportivo fez uma campanha regular mas não avançou a final. O Grêmio ganhou os dois turnos

Em 1986 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Bagé, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Aimoré, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O regulamento era dois turnos, onde os 4 melhores fariam as finais. Nesse ano dois clubes seriam rebaixados (somando os turnos). O Esportivo fez uma campanha regular mas não avançou a fase final

Em 1987 disputou o Campeonato Brasileiro Série B disputada por 48 equipes divididas em 2 módulos: Módulo Azul e Módulo Branco. Porém esta edição da Série B não é oficial, e os títulos não são reconhecidos pela CBF. O Esportivo disputou o Módulo Azul. O regulamento era 6 grupos de 4 equipes. Os dois primeiros de cada equipe se classificam para a próxima fase. Na segunda fase, os vencedores de cada grupo enfrentam os segundos colocados (grupo A x grupo B, grupo C X grupo D, grupo E x grupo F), em partidas de ida-e-volta. Na segunda fase, os vencedores de cada grupo enfrentam os segundos colocados (grupo A x grupo B, grupo C X grupo D, grupo E x grupo F), em partidas de ida-e-volta. Na fase final, tem-se um triangular em que as 3 equipes classificadas das fases anteriores se enfrentam em turno único. Quem somar mais pontos é o campeão. Na fase regional contra a Chapecoense, Pinheiros/PR e Santa Cruz/RS, o time da Serra ficou em último (2E,3D). Foi eliminado. Ainda nesse ano disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Lajeadense, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O regulamento era dois turnos com jogos de ida. Os seis melhores na soma dos dois turnos fariam o hexagonal final. Nesse ano os dois últimos clubes seriam rebaixados (somando os turnos). O Esportivo fez uma boa campanha e foi para o hexagonal final, onde ficou em terceiro (3V, 5E, 2D). Na classificação geral ficou em um excelente terceiro lugar (13V, 13E, 10D)

Em 1988 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Lajeadense, Inter/SM, Juventude, Guarany/CA, Grêmio, Brasil/Pe, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Aimoré, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O regulamento era dois grupos de sete, todos do grupo A contra todos do grupo B. Os dois melhores de cada grupo fazem a semifinal em jogo único. Os vencedores da semifinal fazem a final. O vencedor é o campeão da primeira fase, se classifica e leva um ponto extra para o hexagonal final, onde se juntariam com os quatro melhores colocados no geral, em jogos todos contra todos. Nesse ano os oito clubes não classificados para o hexagonal disputam em turno e returno, por pontos corridos, o octogonal da morte. Os dois piores estão rebaixados. O Esportivo ficou em 12° da classificação geral (9E,4D) e teve que ir para o Torneio da Morte, onde ficou em 2° (7V,5E,2D) e se salvou do rebaixamento. Ainda disputou o Brasileirão Série C. Seu regulamento era de: 43 equipes, divididas em 12 grupos. Os clubes jogaram em turno. Classificam-se para a próxima fase os dois primeiros de cada grupo. Na fase seguinte reagrupam-se em 6 grupos onde o primeirode cada classifica para a fase 3, disputadas em dois triangulares. Os vencedores fazem a final. O Esportivo ficou no Grupo 11 ao lado do Inter/SM, Brusque e Figueirense. Ficou em terceiro no grupo (2V,2E,2D) e foi eliminado

Em 1989 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Lajeadense, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Aimoré, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O Esportivo fez uma campanha razoável e terminou em oitavo. Ainda disputou o Campeonato Brasileiro Série B disputado por 96 equipes, os times foram divididos em 16 grupos de seis equipes,com os dois primeiros de cada grupo se classificando para as fases seguintes,disputadas em modo eliminatório. O Esportivo caiu no grupo O, ao lado de Blumenau, Brusque, Juventude, Marcilio Dias e Glória. Em 10 jogos somou míseros 2 pontos (2E, 8D). Ficou na lanterna do grupo e foi eliminado

Em 1990 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Lajeadense, Ypiranga, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Aimoré, Inter, Pelotas, Santa Cruz e Guarany/CA. Nesse ano o regulamento mudou de novo. No primeiro turno e segundo turno, em jogos únicos, os dois primeiros de cada turno ganhavam vaga na semifinal. Caso algum clube estivesse entre os dois primeiros nos dois turnos, os classificados seriam apontados nos melhores da classificação geral. Essa classificação geral também apontava os dois rebaixados. O campeão e o vice ganhavam vaga na Copa do Brasil do ano seguinte. O Esportivo fez uma campanha fraca (8V,7E,11D) terminando em 9°

Em 1991 disputou o Campeonato Gaúcho. Novamente sofreu um inchaço de clubes e foi disputado por 20 equipes: Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz e Guarani/VA. Foram incluídos: São Paulo,  Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo (classificados da Copa Cidade de Porto Alegre), Ta-guá e Dínamo/SR (classificados da Copa Aneron Corrêa de Oliveira). Nesse ano o regulamento era o seguinte: dois grupos com 10 times se enfrentam em turno e returno. Os oito melhores na classificação geral classificam para dois quadrangulares, onde os vencedores de cada um deles fariam a finalíssima. Nesse ano não houve rebaixamento. O Esportivo não se classificou. Foi 6° do grupo A (6V,8E,5D). Ainda disputou a Copa Governador do Estado, famosa competição nos anos 70. Dessa vez reuniu  14 clubes:  Esportivo, Lajeadense, Guarani-VA, Juventude, Passo Fundo, Pelotas, São Luiz, Santa Cruz, Glória, Caxias, Ypiranga, Guarany/CA e a dupla GRE-NAL. A dupla GRENAL E CAJU entraram na segunda fase, onde dois quadrangulares foram formados com os 4 primeiros da fase inicial (aqui os outros 10 times jogaram em turno/returno). O Esportivo foi 7⁰ com 18 pontos (7V,4E,7D)

Em 1992 disputou o Campeonato Gaúcho. Novamente com um inchaço de clubes, dessa vez sendo disputado por 22 equipes: Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo, Ta-guá e Dínamo/SR. Nesse ano o regulamento era o seguinte: dois grupos com 11 times se enfrentam em turno e returno. Os quatro melhores de cada grupo fazem dois quadrangulares, onde os vencedores de cada um deles fariam a finalíssima. Nesse ano, novamente, não houve rebaixamento. O Esportivo ficou em 2° no grupo B (10V,6E,5D). Classificou-se para o quadrangular, onde ficou em 3° no grupo B (5E,1D)

Em 1993 disputou o inchado Campeonato Gaúcho, dessa vez sendo disputado por 24 equipes: Guarany/GA, Brasil de Farroupilha, Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo, Ta-guá e Dínamo/SR. Nesse ano o regulamento era o seguinte: as 22 equipes do interior jogam se enfrentam em turno/returno. Classificam as 14 primeiras colocadas que se somam a dupla grenal. As 16 equipes formam 4 grupos com 4 equipes, onde os dois primeiros classificam para um octogonal. O campeão desse octogonal levanta a taça. Seriam rebaixados os dois últimos na primeira fase. O Esportivo fez uma razoável campanha e ficou em 12° (8V,5E,8D), garantindo vaga na segunda fase. Na segunda fase disputou o grupo B e foi 3° (1V,4E,1D) sendo eliminado da competição

Em 1994 disputou o Campeonato Gaúcho, dessa vez sendo disputado por 23 equipes: Guarany/GA, Bagé, Brasil de Farroupilha, Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe e Veranópolis. Esse foi o campeonato mais longo da história, durou de março a dezembro. Cada equipe fez incríveis 44 jogos. Nesse ano o regulamento era bem simples: todos contra todos em turno e returno e o primeiro levantava o caneco, porém houve uma espécie de rebaixamento em massa, pois o regulamento dizia que do 15 ao 23° iriam jogar a Segundona do ano seguinte. O Esportivo fez uma campanha ruim, ficou em 16° e foi rebaixado (13V,15E,16D)

Em 1995 disputou a Copa João Giugliani Filho. Eram 10 times, divididos em dois grupos, onde os três primeiros iriam para o hexagonal final e o primeiro seria o vencedor. O Esportivo caiu no Grupo A e foi o terceiro (2V, 4E, 1D), passando para o hexagonal, onde foi o quarto (3V, 4E, 3D). Ainda nesse ano disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano teve uma grande confusão, pois a elite foi dividida em Série A e B. A Série B era uma Divisão Intermediaria. Os clubes eram campeões de seus grupos e subiram para a “primeira divisão” no mesmo ano. Em tese seria a atual Segundona. Também teve a 2°divisão, que é em tese seria a atual Terceirona). A “Série A” foi disputado por 14 equipes: Guarani-VA, Juventude, Pelotas, São Luiz, Santa Cruz, Brasil/PE, Glória, Grêmio, Grêmio/SL, Brasil-Far, Caxias, Inter, Veranópolis e Ypiranga. A “Série B” tinha 10 equipes: Guarany/GA, Inter/SM, Passo Fundo, Atlético de Carazinho, 15 de Campo Bom, Esportivo, Lajeadense, Aimoré, Bagé e Guarany/CA. Nesse ano o regulamento era: Na Série A todos contra todos em turno e returno. Os 6 primeiros se classificam para o octogonal final junto com os dois primeiros da “série B” (Esportivo e Atlético de Carazinho que classificaram). Na série B todos jogam contra todos e os 6 primeiros se classificam para formar dois grupos com 3 times, onde os vencedores disputam o octogonal. O octogonal seria dividido em dois grupos de 4 onde os vencedores fariam a final. O rebaixamento seria disputado em um torneio da Morte entre os quatro últimos da “Série B”. O Esportivo foi o 6° da Série B (7V,6E,5D) e classificou-se para o hexagonal onde ficou em 1° do grupo A (3V,1D) e foi disputar o octogonal final onde foi mal e acabou sendo eliminado

Em 1996 disputou a Copa Daltro Menezes. Eram 10 times, em jogos de turno e returno, onde o primeiro seria o grande campeão. Os dois primeiros garantiriam vaga no Gauchão do ano seguinte. O Esportivo foi o lanterna (1V, 2E, 15D). Ainda disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano repetiu-se a fórmula do ano anterior, com 14 times na Série A e 14 times na Série B). A “Série A” participou: Guarani-VA, Atlético de Carazinho, Esportivo, Juventude, Pelotas, São Luiz, Glória, Grêmio, Grêmio/SL, Brasil-Far, Caxias, Inter, Veranópolis e Ypiranga.  A “Série B” tinha: Guarany/GA, Inter/SM, Passo Fundo, Santa Cruz, Brasil/PE, 15 de Campo Bom, Palmeirense, Aimoré, Santo Angelo, Taquariense, 14 de Julho/SL, Rio Grande, São Paulo e Pratense. Nesse ano o regulamento era: Na Série A eram dois grupos em jogos entre grupos (turno) e dentro dos seus grupos (returno). O primeiro de cada grupo (turno e returno) se classifica direto para o octogonal final junto com o quinto e sexto colocado da classificação geral. Na série B são dois grupos, onde os 4 primeiros classificam para um octogonal (aqui são divididos em dois grupos de quatro, onde o primeiro ia para a fase final do gauchão – Santo Ângelo e Brasil/Pe). O rebaixamento seria disputado em um torneio da Morte entre os quatro últimos da “Série B”. O Esportivo fez uma péssima campanha e ficou em 12° na classificação geral da “Série A” (4V,1E,8D) e por ter uma vitória a mais que o Atlético não parar na “Série B” do ano seguinte

Em 1997 disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano repetiu-se a fórmula do ano anterior, com 14 times na Série A e 14 times na Série B - Os melhores colocados da B sobem no mesmo ano para a fase final da Série A). O Esportivo fez uma péssima campanha na “Série A”. Na primeira fase, onde todos se enfrentam, foi o último colocado (1V,5E,7D) e foi eliminado. Com isso foi rebaixado a jogar a “Série B” do ano seguinte

Em 1998 disputou o Campeonato Gaúcho "Divisão B" e foi muito bem, garantindo acesso a "Divisão A".

Em 1999 disputou o Campeonato Gaúcho “Divisão A” e foi rebaixado para a Segundona Gaúcha, disputada no segundo semestre. Lá foi campeão e ascendeu novamente a elite.

Em 2000 disputou o Campeonato Gaúcho que foi chamado de Copa Sport Club Rio Grande - Um Século de Futebol, inclusive tendo o SC Rio Grande como convidado. No total foi disputado por 17 clubes, onde a dupla grenal e o Juventude entram na segunda fase. A primeira fase foi dividida em dois grupos com 7 equipes cada. No grupo 1 classificou-se dois times (Esportivo, Caxias, Veranópolis, São José, Rio Grande, Pelotas e Inter/SM) e no grupo 2 classificou-se 3 times (15 de Campo Bom, Passo Fundo, Santa Cruz, Guarani/VA, Santo Angelo, São Luiz e Avenida). Os dois últimos foram rebaixados. O Esportivo foi o primeiro do seu grupo de forma invicta (7v,5E) e classificou-se. No octogonal final ficou em penúltimo no primeiro turno (1V,2E,4D) e em penúltimo no segundo turno (1V,2E,4D). Ficou fora das finais

Em 2001 disputou o Campeonato Gaúcho. No total foi disputado por 17 clubes, onde as duplas Gre-Nal e Ca-Ju entram na segunda fase. A primeira fase foi disputada pelos 13 clubes do interior em apenas um turno, onde os 4 primeiros classificam-se e os dois últimos são rebaixados. O Esportivo ficou em 4°colocado (5V,5E,2D) e classificou-se. No primeiro turno do octogonal final ficou em último (1E,6D). No segundo turno ficou em 6° (2V,5D)

Em 2002 disputou o Campeonato Gaúcho. A 1ª Fase do Gauchão foi disputada por 13 clubes que jogam entre si em turno e returno. Em cada turno o clube que somar mais pontos será o campeão e garante vaga na segunda fase. Além dos campeões, classificam-se também outros dois clubes com melhor pontuação na classificação geral. A 2ª fase é disputada pelos quatro clubes classificados na 1ª fase, mais Grêmio, Juventude, Internacional e Pelotas, que estavam disputando a Copa Sul-Minas. Estão agrupados em duas chaves de quatro clubes cada. Jogam dentro das chaves somente em ida. Apenas o primeiro de cada chave garante vaga na final do campeonato. Os dois finalistas jogam partidas de ida e volta, para se definir o campeão. O último da classificação final é rebaixado. O Esportivo ficou em 3° colocado no 1°turno com 7V,1E,4D. No 2°turno foi o 3° com 7V e 5D. Na soma dos turnos ficou em terceiro e garantiu vaga na segunda fase. Antes, havia uma vaga na Copa do Brasil em jogo para esses 4 finalistas. Em um jogo único contra o São Gabriel levou 6x0 e não obteve a tal vaga. Na segunda fase, agora incluindo a dupla Grenal, foi muito mal num grupo com Inter, Juventude e São Gabriel foi o último colocado (1x2 São Gabriel, 0x0 Inter e 2x4 juventude). Ficou fora da decisão

Em 2003 disputou Torneio Cidade de Fagundes Varela. Eram 4 times disputando. O Esportivo enfrentou o Veranopolis no primeiro jogo e empatou em 1x1 no tempo normal, vencendo nos pênaltis por 5x4. Na decisão contra a Ulbra, empate em 0x0 no tempo normal e derrota nos pênaltis por 5x4. Ficou com o Vice-Campeonato. Ainda disputou o Campeonato Gaúcho. Os 18 times dividiram-se em 2 grupos: no grupo 1 participaram: Grêmio, Internacional, Juventude e Caxias. Os times jogaram em turno e returno - os 2 primeiros avançaram às semifinais. No grupo 2, participaram os outros 14 times - 2 times avançaram às semifinais. Os 2 últimos colocados deste grupo foram rebaixados. Nas semifinais, o 1º colocado de um grupo enfrentou o 2º colocado do outro em jogos de ida e volta - o vencedor de cada confronto avançou às finais. As finais também foram disputadas em jogos de ida e volta. O tivo ficou em 8° (10V,8E,8D) e foi eliminado

Em 2004 disputou o Campeonato Gaúcho. O Grupo 1 foi formado pelas duplas Grenal e Caju e os quatro primeiros colocados do campeonato de 2003 (Santa Cruz, 15 de Campo Bom, São Gabriel e Glória). Esses oito clubes são divididos em duas chaves. Os dois primeiros de cada chave fazem as semifinais e os vencedores de fazem a final do Grupo e estão classificados para a semifinal do Campeonato Gaucho de 2004. Após o encerramento dos jogos do Grupo 1, os quatro primeiros colocados do Grupo 2/2003 são integrados ao Grupo 2, formado ainda pelas demais 10 equipes. Turno e returno. Os dois primeiros passam para a semifinal do Campeonato Gaucho de 2004. O Esportivo ficou em 5° no grupo 2 (11V,5E,10D) e foi eliminado. Ainda disputou a Copa RS (Copa Colombo/LG). Essa competição disputada após o Gauchão trazia 28 equipes, distribuídas em 5 grupos, onde os 3 melhores iriam para as oitavas de final (exceção no grupo A classificava-se 4 times). O Esportivo ficou no grupo D ao lado de mais 4 times. Disputou 8 jogos.  Acabou em segundo no grupo (7V, 1D) e classificou-se para as oitavas de final, onde enfrentou o São Luiz, empatou em 1x1 fora de casa no primeiro jogo e goleou no segundo na Serra por 4x1, garantindo vaga nas quartas de final. Nessa fase enfrentou o Farroupilha e classificou-se para as semifinais, após vitória fora de casa por 6x0 no primeiro jogo e empate por 1x1 na Serra. Na semifinal o adversário foi o Caxias. No primeiro jogo em Bento venceu por 1x0. Em Caxias empatou em 0x0 e garantiu vaga na grande final. A grande final foi contra o Gaúcho de Passo Fundo. No primeiro jogo, em Bento, goleou por 3x0. No jogo decisivo em Passo Fundo, venceu por 2x0 e sagrou-se CAMPEÃO DA COPA RS e de quebra ganhou vaga para a Copa do Brasil de 2005. Ainda nesse ano disputou o Brasileirão Série C. Seu regulamento era de: 60 times divididos em 16 grupos de 4, 3 e 2 clubes na primeira fase, classificando-se os dois melhores de cada grupo para a segunda fase. Nas segundas, terceiras e quartas fases as equipes se enfretavam-se em mata-mata e os últimos 4 que sobravam disputariam uma fase de turno e returno cujo os 2 melhores subiam a Série B de 2005. O Esportivo caiu no grupo 16 ao lado de Novo Hamburgo, Lages/SC e ULBRA. Ficou em terceiro (1v,2e,3d) e foi eliminado.

Em 2005 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 18 clubes divididos em 3 grupos de 6. Classificam-se os 3 primeiros do grupo 1 e 2  mais os dois primeiros do grupo 3. Esses 8 classificados formam dois grupos, onde o primeiro de cada fazem as finais. Os rebaixados serão apontados na Copa Emidio Perondi. O Esportivo foi o penúltimo do grupo 3 com 10 pontos (2V,4E,4D) e foi eliminado. Então disputou a Copa Emidio Perondi. Eram 14 times divididos em 2 grupos, onde os 2 primeiros de cada classificava para as semifinais. O Esportivo caiu no grupo A ao lado de 6 times. Ficou em terceiro (5V, 4E, 3D) e foi eliminado. Destaque para a goleada de 5x1 no São Gabriel. Ainda disputou a Copa RS (Copa Big/Brasil Telecom). Eram 28 times divididos em 4 grupos, onde 16 times passariam para a segunda fase, onde seriam divididos em 4 grupos. Os dois primeiros de cada iam para as quartas de final. O Esportivo caiu no Grupo C ao lado de outros 6 times. Ficou em quarto no grupo (5V, 3E, 4D) e classificou-se para a fase seguinte, com destaque para as goleada aplicada de 3x0 no Lajeadense. Na fase seguinte caiu no grupo ao lado de Três Passos, Farroupilha e Inter B. Em 6 jogos, venceu dois, empatou um e perdeu três. Ficou em terceiro e foi eliminado. O destaque positivo foi a vitória de 1x0 sobre o Inter B. Na Copa do Brasil, eliminou o Londrina na primeira fase (4x1 e 0x2). Na segunda fase enfrentou o Fluminense. O primeiro jogo na Montanha dos Vinhedos terminou em 2x1 para o time carioca, credenciando o Esportivo a jogar no Maracanã. A partida histórica no templo do futebol acabou com vitória carioca, por 1x0, eliminando o time gaúcho da competição.

Em 2006 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 18 clubes divididos em 3 grupos de 6. Classificam-se os 3 primeiros do grupo 2 e 3  mais os dois primeiros do grupo 1. Esses 8 classificados formam dois grupos, onde o primeiro de cada fazem as finais. Os rebaixados serão apontados na Copa Emidio Perondi. O Esportivo foi o quinto do grupo 2 (3V,2E,5D) e foi eliminado. Então disputou a Copa Emidio Perondi. Eram 10 times dividos em dois grupos de 5 times. O campeão de cada grupo faziam a final e o últimos de cada grupo seria rebaixado a Segundona Gaúcha. O campeão garantiria vaga na Série C do mesmo ano. O Esportivo ficou em terceiro no Grupo B (3V, 2E, 3D) e foi eliminado. Nesse ano ainda disputou a Copa FGF. Eram 23 times divididos em dois grupos. Os oito primeiros de cada grupo classificavam para as oitavas, onde os confrontos seriam em mata-mata. O Esportivo ficou no grupo B e fez uma campanha razoável, terminando em quarto na fase de grupos (10V, 6E, 6D), classificando-se para as oitavas, onde pegou o Guarany-BG e foi eliminado (derrota de 3x1 no primeiro jogo e vitória por 1x0 no jogo da volta). Destaques positivos para as duas goleadas de 4x0 no Brasil/PE e outra de 4x0 no Três Passos

Em 2007 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 18 clubes divididos em 2 grupos de 9. O campeão de cada grupo passa às semifinais, o 2º e o 3º passam à Segunda Fase; os dois últimos de cada grupo são rebaixados. O Esportivo ficou em 2° no grupo 2 e classificou-se para as segunda fase (7V,4E,5D) onde foi eliminado em casa pelo Veranópolis ao perder por 3x1. Com a desistência do Veranópolis da vaga na Série C 2007, o time de Bento ficou com ela e disputou a competição nacional. Ainda disputou a Copa FGF (Copa Paulo Rogério Amoretty). Eram 17 times divididos em dois grupos. Os 4 primeiros de cada grupo classificavam para as oitavas de final. O campeão garante vaga na Série C 2008 e na I Recopa Sul-Brasileira. O Esportivo ficou no Grupo A e acabou em sexto, após uma campanha ruim (5V, 3E, 8D) e foi eliminando ainda na primeira fase. Então disputou o Brasileirão Série C. Foi disputada por 64 clubes em 4 fases. A primeira fase foram agrupados em 16 chaves onde classificam-se os dois primeiros. Na segunda fase os 32 clubes classificados foram divididos em 8 grupos, também regionais, de 4 clubes cada, onde jogaram em turno e returno. Os dois primeiros de cada grupo passaram para a fase seguinte. Na terceira fase os 16 clubes classificados foram divididos em 4 grupos de 4 clubes cada, onde jogaram em turno e returno, onde se classificam os dois primeiros de cada. Na fase final os 8 clubes classificados jogaram entre si em turno e returno onde os 4 primeiros garantem acesso. O Esportivo ficou no Grupo 16 (ao lado do Joinville, ADAP e Caxias). Foi o segundo colocado e classificou-se para a segunda fase com 3V e 3D (venceu o Caxias duas vezes por 2x1 e 1x0 no Joinville em casa. Na última rodada, em Maringá/PR, tomou 4x1 do ADAP). Na fase 2 caiu em grupo complicado com Bragantino, Democrata/GV e Roma/PR. Brilhou novamente e foi o primeiro do grupo com 3V, 2E,1D. Vivendo um momento único foi jogar a terceira fase. Novamente em um grupo complicado contra o Atlético/GO, Vila Nova/GO e Villa Nova/MG. Foi muito mal e ficou em último, sem nenhuma vitória

Em 2008 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 16 clubes divididos em 2 grupos de 8. Os 4 primeiros de cada grupo classificam-se para as quartas de final. O último de cada grupo é rebaixado. O Esportivo foi o 5° do grupo 1 (6V;2E;6D). Chegou vivo na última rodada precisando vencer em casa o Novo Hamburgo e secar a Ulbra contra a Sapucaiense. O time canoense perdeu. Mas o Tivo perdeu por 3x2 para o noia e foi eliminado em casa

Em 2009 disputou o Campeonato Gaúcho. No primeiro turno (Taça Fernando Carvalho), os 9 clubes de um grupo enfrentam os 9 clubes do outro grupo, classificando os quatro primeiros para as fases seguintes onde se enfrentam em jogo único. No segundo turno, os 9 clubes jogam dentro dos grupos, seguindo o mesmo regulamento. Os vencedores de cada turno decidem o campeonato. O último de cada grupo, ao final dos dois turnos será rebaixado. O Esportivo ficou em quinto do grupo 1 da Taça FC (2V,4E,2D). Chegou vivo na última rodada precisando apenas vencer seu jogo em casa contra a ULBRA, mas empatou em 0x0 e ficou a 1 ponto da classificação e foi eliminado. Na Taça FK ficou em 6° no grupo 1 (1V,2E,4D) e foi eliminado

Em 2010 disputou o Campeonato Gaúcho. No primeiro turno (Taça Fernando Carvalho), os 9 clubes de um grupo enfrentam os 9 clubes do outro grupo, classificando os quatro primeiros para as fases seguintes onde se enfrentam em jogo único. No segundo turno, os 9 clubes jogam dentro dos grupos, seguindo o mesmo regulamento. Os vencedores de cada turno decidem o campeonato. O último de cada grupo, ao final dos dois turnos será rebaixado. O Esportivo ficou em penúltimo do grupo 1 da Taça FC (1V,7D) e foi eliminado. Na Taça FK ficou em 6° (2V,1E,4D) e foi eliminado. Na classificação geral ficou em penúltimo e foi rebaixado para a segundona

Em 2011 disputou a Copa FGF (Copa Laci Ughini). Eram 22 times divididos em três grupos com jogos turno e returno. Classificam-se os cinco primeiros de cada grupo mais o melhor sexto colocado. O campeão levava ainda uma vaga na Série D 2012 e o vice uma vaga na Copa do Brasil 2013. O Esportivo caiu no grupo 2, ficou na lanterna (5E, 7D) e foi eliminado

Em 2012 conquistou pela terceira vez a Segundona do Campeonato Gaúcho. Com uma campanha incontestável, de 70 pontos em 36 jogos, terminou na liderança em todas as fases da competição, além de ter o melhor ataque e a defesa menos vazada. O título veio na decisão contra o Passo Fundo, em dois jogos. No primeiro, vitória de 2 a 1 do Esportivo no Vermelhão da Serra. Jogando na Montanha dos Vinhedos, o empate de 1 a 1 serviu para que o alviazul, apelidado de "Polenta Mecânica" neste ano, comemorasse o primeiro título no novo estádio.

Em 2013 disputou o Campeonato Gaúcho. No primeiro turno (Taça Piratini), os 8 clubes de um grupo enfrentam os 8 clubes do outro grupo, classificando os 4 primeiros para as fases seguintes onde se enfrentam em jogo único. No segundo turno (Taça Farroupilha), os 8 clubes jogam dentro dos grupos, seguindo o mesmo regulamento. Os vencedores de cada turno decidem o campeonato. Os três últimos na classificação geral serão rebaixados. O Esportivo ficou em quarto do grupo 2 da TP (4V,1E,3D) e classificou-se para as quartas onde eliminou o Lajeadense, fora de casa, nas penalidades, após empate em 1x1 no tempo normal. Fez a semifinal contra o Inter, fora de casa, mas levou 2x0 e foi eliminado. Na TF ficou em sexto (2V,1E,4D) e foi eliminado

Em 2014 disputou o Campeonato Gaúcho. Assim como nos últimos anos, a disputa envolveu 16 clubes distribuídos em duas chaves. Diferente como foi as últimas edições, teve turno único. Os 4 primeiros de cada grupo terão vaga nas fases de mata-mata. As quartas-de-final e semifinal serão disputadas em uma partida, enquanto que a final sera disputada em dois jogos. Os três primeiros colocados garantem vaga na Copa do Brasil de 2015. Os três piores são rebaixados para a Segundona. O Esportivo foi último no grupo A (4V,4E,7D) e foi eliminado. Além da péssima campanha em campo, perdeu 3 pontos no tribunal por injuria racial. Foi rebaixado para a Segundona. Ainda disputou a Copa FGF (denominada Copa Fernandão). O torneio será disputado no sistema de mata-mata, ao estilo da Copa do Brasil. Na primeira fase (oitavas-de-final), o time melhor qualificado no ranking da FGF joga a primeira partida como visitante. Caso este time vença a partida por 2 ou mais gols de diferença, estará automaticamente classificado para a próxima fase. A partir das quartas-de-final, a ordem dos jogos foi definida por sorteio e a partida de volta é obrigatória. São 22 clubes começando na primeira fase. Os vencedores das 11 partidas e o melhor perdedor avançam a segunda fase. Os vencedores das 6 partidas e os 2 melhores perdedores avançam às quartas-de-final. A partir daí, apenas os vencedores avançam às semifinais e às finais. O Esportivo fez seu primeiro jogo contra o Garibaldi, em casa. Acabou ficando no 0x0 e teve que jogar a volta, onde empatou em 1x1,  e classificou-se. Na segunda fase enfrentou o Marau. Perdeu fora por 2x0 e devolveu em casa o mesmo placar, perdendo nas penalidades. Porém classificou-se como melhor eliminado. Nas quartas foi eliminado pelo São José: 0x1 fora e 2x1 em casa. Também disputou a Copa Serrana. Eram 7 times: Garibaldi, Marau, Veranópolis, Ypiranga, Juventude, Panambi e Esportivo. Todos contra todos em turno e returno. Os 4 melhores vão para as semifinais. O Esportivo ficou em segundo na fase inicial (7V,3E,2D) e classificou-se. Na semifinal foi eliminado pelo Juventude perdendo os dois jogos: 1x3 fora de casa e 0x1 em casa

 

 

TÍTULOS

  • Campeão Taça Perdigueiro: 1932
  • Campeão Campeonato da Segunda Região: 1936
  • Campeão Campeonato de Aspirantes 1ª Divisão: 1949
  • Campeão Campeonato de Profissionais 2ª Divisão - Zona Centro: 1956
  • Campeão Campeonato de Profissionais 2ª Divisão - Zona Planalto: 1957
  • Campeão Copa Governador do Estado 1973, 1977 e 1980
  • Campeão Taça Rubens Freire Hoffmeister: 1978
  • Campeão Copa RS: 1982
  • Campeão Copa ACEG (Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos): 1983
  • Campeão Campeonato do Interior Gaúcho 1970, 1971, 1976, 1979, 1982 e 1987
  • Campeão Segundona Gaúcha 1969, 1999 e 2012
  • Vice Campeão Gaúcho 1979
  • Vice Campeão Segundona Gaúcha 1981
  • Vice Campeão Copa Governador do Estado 1976 e 1978
  • Campeão da Copa FGF (Copa Colombo/LG) 2004
  • Vice-Campeão Torneio Cidade de Fagundes Varela: 2003

 

 

ESTÁDIO

O primeiro estádio foi o Dr. Getúlio Dornelles Vargas, mais conhecido como Montanha, capacidade para 6000 pessoas, inaugurado em 26 de agosto de 1945, onde aproximadamente quatro mil pessoas viram o Esportivo empatar em 0x0 com o Atlântico de Erechim.

    Foto: Alexandre Brusa/Arquivo SERRANOSSA

 

O Esportivo mandou seus jogos na Montanha até o fim de 2003, pois a partir de 2004 o clube passou a jogar no seu novo estádio, a Montanha dos Vinhedos, com capacidade para 15000 pessoas. A inauguração foi 29 de fevereiro de 2004, quando o time de Bento bateu o Pelotas por 2 a 0.

Foto: Porthus Junior/Agência RBS

 

 

ÍDOLOS

O maior ídolo é Renato Portaluppi que defendeu o time no inicio da carreira, antes de se consagrar no Grêmio