Esporte Clube São Luiz

Esporte Clube São Luiz

 

Fundado em 20/02/1938 em Ijuí, pelo desportista Angelino Alves dos Santos é um dos clubes mais antigos e reconhecidos do estado, sendo um dos únicos representantes da região em competições estaduais. Tem cores vermelho e branco. 

Em 1940 foi campeão citadino - 5x3 e 9x1 no Grêmio Literário

Em 1942 foi campeão citadino. Jogos: 2x1, 2x5, 2x8, 4x2 e 3x1 no Grêmio Literário

Em 1943 foi campeão citadino. 

Em 1944 foi campeão citadino - 4x3 no Grêmio Literário

Em 1945 foi campeão citadino

Em 1949 foi campeão citadino - 2x1 e 5x3 no Gaúcho

Em 1954 foi campeão citadino - 2x1 e 0x0 no Gaúcho

Em 1955 foi campeão citadino - 1x1, 0x0 e 3x2 no Gaúcho

Em 1956 foi campeão citadino - 1x1, 3x2, 0x2 e 3x1 no Gaúcho

Em 1961 foi campeão citadino - 0x0, 1x1 e 3x1 no Gaúcho

Em 1962 foi campeão citadino - 3x1 e 2x0 no Gaúcho

Em 1963 foi campeão citadino - 2x1, 2x5, 1x1 e 1x0 no Gaúcho

Em 1964 foi campeão citadino - 1x1, 0x0, 1x0 e 2x2 no Gaúcho

Em 1967 disputou a primeira edição da Terceirona Gaúcha. Eram 30 equipes dividas em 6 grupos, onde os primeiros de cada grupo classificavam. O São Luiz foi segundo no Grupo 4 e foi eliminado

Em 1968 disputou a Terceirona Gaúcha mas não teve sucesso

Em 1970 foi campeão citadino - 3x1 e 1x0 no Gaúcho

Em 1971 disputou a Copa Governador do Estado (Copa Governador do Estado - Euclides Triches). O regulamento era 33 clubes do interior divididos regionalmente em 6 grupos. O São Luiz não teve muito êxito e não chegou as finais

Em 1973 disputou a Copa Governador do Estado (Copa Governador do Estado - Euclides Triches). O regulamento era 25 clubes do interior divididos regionalmente em 5 grupos. Os 2 primeiros classificavam-se para a fase final, onde juntavam-se com mais 10 clubes (Caxias, Aimoré, Bagé, Esportivo, Inter/SM, AESA, Gaúcho, Pelotas, São José e Brasil/Pe) e o melhor levantava a taça. O São Luiz foi líder do grupo 5 e classificou-se (6V,1E,1D) para a fase final onde ficou em 10° (5V,10E,4D)

Em 1974 disputou o Campeonato Gaúcho pela primeira vez. Foi disputado por 16 equipes: Inter, Grêmio (pré-classificados), Armour, ACF, ASCF, Atlético de Carazinho, Esportivo, Encantado, Novo Hamburgo, Inter/SM, São José, São Luiz, Gaúcho, Ypiranga (12 primeiros da Copa Governador do Estado 73), Riograndense/RG e Pratense (campeão/vice da Copa Cícero Soares 73). O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 14 clubes fariam jogos entre si em turno único onde os 8 primeiros classificavam para a fase final, onde entraria a dupla grenal. Essa fase seria um turno e returno e a final seria entre os vencedores da cada turno. O São Luiz ficou em décimo na primeira fase e foi eliminado. Ainda nesse ano celebrou a conquista da COPA DOS GAÚCHOS, um fabuloso torneio que reuniu quatro equipes do interior do Rio Grande e quatro uruguaios. O São Luiz enfrentou o Defensor no Centenário, bateu o Rentistas em Montevidéu, e terminaria com a taça ao vencer o Liverpool em Ijuí. Ainda disputou a Copa Governador do Estado. O regulamento era 18 clubes do interior divididos regionalmente em 3 grupos. Os 4 primeiros classificavam-se para a fase final, onde juntavam-se com mais 5 clubes (Novo Hamburgo, Pratense, São José, Riograndense/RG e São Luiz) e o melhor levantava a taça. O São Luiz foi 4° na fase final (8V,3E,5D)

Em 1975 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 32 equipes: A.A Alegrete, ACF, AESA, ASCF, Cachoeira, Atlético/CAR, Aimoré, Esportivo, Atlântico, Elite, Encantado, Inter, Inter/SM, Inter/SB, Novo Hamburgo, Pelotas, São José, São Luiz, Riograndense/RG, Farroupilha, Guarany/GAR, Grêmio, Grêmio/SL, Bagé, Juventude de Guaporé, Guarany/BG, Lajeado, Gaúcho, Rio Grande, São Paulo/RG, Tupy e Ypiranga. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 30 clubes foram divididos em 6 grupos, onde os três primeiros se classificavam para a fase final, que teria 20 times, em jogos somente de ida, onde os 4 primeiros fariam as finais. O São Luiz ficou em terceiro colocado no grupo B (4V, 2E, 2D) e classificou-se para a fase final, onde ficou em quinto (8V, 5E, 6D). Ainda disputou a Copa Governador do Estado. Foi disputada por 54 equipes do interior e dava vagas ao Gauchão do ano seguinte e as Copinhas disputadas no segundo turno (Cícero Soares e Pedro Carneiro Filho). Eram várias fases classificatórias até as finais. O São Luiz foi bem e levou uma vaga no Gauchão do ano seguinte

Em 1976 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 32 equipes: Ferrocarril, A.A Alegrete, Armour, Sá Viana, Juventude, Caxias, ASCF, Pradense, Santa Rosa, Atlético/CAR, Aimoré, Esportivo, Cruzeiro/PA, Atlântico, Estrela, Inter, Inter/SM, Inter/SB, Pelotas, São José, São Luiz, Riograndense/RG, Farroupilha, Guarany/GAR, Grêmio, Bagé, Juventude de Guaporé, Guarany/BG, Lajeado, Gaúcho, Tupy e Ypiranga. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 30 clubes foram divididos em 6 grupos, onde os três primeiros se classificavam para a fase final, que teria 20 times, em jogos somente de ida, onde os 4 primeiros jogariam em dois turnos todos contra todos. Os vencedores de cada turno fariam a final. Caso o mesmo time vencesse os dois turnos, ganhava o direito de ser campeão com dois empates ou apenas uma única vitória. O São Luiz ficou em segundo colocado no grupo E (3V, 5E) e classificou-se para a fase final, onde ficou em décimo sétimo (5V, 5E, 9D).

Em 1977 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 24 equipes: Brasil/PE, AESA, 14 de Julho/PF, São Borja, Juventude, Caxias, ASCF, Cachoeira, São Paulo, Atlético/CAR, Esportivo, Cruzeiro/PA, Estrela, Inter, Inter/SM, Novo Hamburgo, Pelotas, São Luiz, Riograndense/SM, Grêmio, Bagé, Guarany/BG, Gaúcho e Ypiranga. O regulamento era: dois grupos com 12 times cada. Os vencedores classificavam para uma final do turno. Os 22 times que sobravam faziam um mata-mata (segundo contra segundo, terceiro contra terceiro...). Aí formava a classificação geral do primeiro turno. Depois era feita uma repescagem com os times da posição 8 até 18 (divididos em dois grupos de 5). Os dois campeões classificava para o decagonal final, em dois turnos, com os 8 primeiros. Os ganhadores de cada turno fariam a finalíssima.  O São Luiz ficou em décimo primeiro na primeira fase (5V, 4E, 4D) e foi para a repescagem, onde ficou em terceiro no grupo B (4V, 1E, 3D) e foi eliminado. Após a fraca campanha voltour a ter dificuldades para sustentar o clube e fechou as portas depois de uma má campanha no Estadual

Em 1985 retornou a ativa.

Em 1990 conquista a Segundona Gaúcha, graças a uma polêmica partida contra a extinta Associação Santa Bárbara. Nunca ficou definido se a briga que interrompeu o jogo começou na torcida ijuiense ou na barbarense, mas para muitos o São Luiz só teve o acesso confirmado pela influência de Emídio Perondi, ex-presidente do clube, dentro da FGF.

 

Em 1991 disputou a Copa Governador do Estado, famosa competição nos anos 70. Dessa vez reuniu 14 clubes: Esportivo, Lajeadense, Guarani-VA, Juventude, Passo Fundo, Pelotas, São Luiz, Santa Cruz, Glória, Caxias, Ypiranga, Guarany/CA e a dupla GRE-NAL. A dupla GRENAL E CAJU entraram na segunda fase, onde dois quadrangulares foram formados com os 4 primeiros da fase inicial (aqui os outros 10 times jogaram em turno/returno). O São Luiz foi 1⁰ com 25 pontos (9V,7E,2D) e classificou-se para a fase final, onde fez o quadrangular contra Grêmio, Glória e Juventude. Fez uma campanha incrível, inclusive vencendo o Grêmio no Olímpico por 1x0, na última rodada (que por sinal chegou classificado). Acabou em 1⁰ (3V,3E) e fez a grande final contra o Internacional. No primeiro jogo em casa ficou no 0x0. Jogando no Beira-Rio, a camisa colorada se fez presente e o time ijuiense perdeu por 2x0. Ficou com o vice-campeonato. Nada mal para esse simpático clube. Em julho desse ano, enfrentou a Seleção Brasileira (que se preparava para a Copa América no Chile), em um amistoso no Beira-Rio, empatou em 0x0 contra a seleção de Falcão, que tinha Taffarel, Branco, Mauro Silva, Neto e Careca, como titulares. O São Luiz era treinado por Cassiá Carpes. Ainda nesse ano disputou o Campeonato Gaúcho. Novamente sofreu um inchaço de clubes e foi disputado por 20 equipes: Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz e Guarani/VA. Foram incluídos: São Paulo,  Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo (classificados da Copa Cidade de Porto Alegre), Ta-guá e Dínamo/SR (classificados da Copa Aneron Corrêa de Oliveira). Nesse ano o regulamento era o seguinte: dois grupos com 10 times se enfrentam em turno e returno. Os oito melhores na classificação geral classificam para dois quadrangulares, onde os vencedores de cada um deles fariam a finalíssima. Nesse ano não houve rebaixamento. O São Luiz se classificou para esses quadrangulares, sendo 2° do grupo A (6V,10E,3D). No quadrangular ficou em 4° no grupo B (1V, 2E, 3D) e não foi para a final

Em 1992 disputou o Campeonato Gaúcho. Novamente com um inchaço de clubes, dessa vez sendo disputado por 22 equipes: Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo, Ta-guá e Dínamo/SR. Nesse ano o regulamento era o seguinte: dois grupos com 11 times se enfrentam em turno e returno. Os quatro melhores de cada grupo fazem dois quadrangulares, onde os vencedores de cada um deles fariam a finalíssima. Nesse ano, novamente, não houve rebaixamento. O São Luiz não se classificou por muito pouco, ficou apenas um ponto atrás do último classificado. Foi 5° do grupo B (9V,6E,6D)

Em 1993 disputou a Copa do Rio Grande do Sul. Eram 10 times jogando em turno e returno. Os 4 melhores iam para a semifinal em jogos de mata-mata. O São Luiz ficou em sexto lugar (6V, 6E, 6D). Foi eliminado. Destaque positivo para a goleada fora de casa por 3x0 no Novo Hamburgo. Também disputou o inchado Campeonato Gaúcho, dessa vez sendo disputado por 24 equipes: Guarany/GA, Brasil de Farroupilha, Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo, Ta-guá e Dínamo/SR. Nesse ano o regulamento era o seguinte: as 22 equipes do interior jogam se enfrentam em turno/returno. Classificam as 14 primeiras colocadas que se somam a dupla grenal. As 16 equipes formam 4 grupos com 4 equipes, onde os dois primeiros classificam para um octogonal. O campeão desse octogonal levanta a taça. Seriam rebaixados os dois últimos na primeira fase. O São Luiz fez uma fraca campanha e ficou em 18° (5V,9E,7D)

Em 1994 disputou o Campeonato Gaúcho, dessa vez sendo disputado por 23 equipes: Guarany/GA, Bagé, Brasil de Farroupilha, Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe e Veranópolis. Esse foi o campeonato mais longo da história, durou de março a dezembro. Cada equipe fez incríveis 44 jogos. Nesse ano o regulamento era bem simples: todos contra todos em turno e returno e o primeiro levantava o caneco, porém houve uma espécie de rebaixamento em massa, pois o regulamento dizia que do 15 ao 23° iriam jogar a Segundona do ano seguinte. O São Luiz fez uma campanha regular, ficou em 9° e garantiu presença na elite do próximo ano (19V,9E,16D)

Em 1995 disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano teve uma grande confusão, pois a elite foi dividida em Série A e B. A Série B era uma Divisão Intermediaria. Os clubes eram campeões de seus grupos e subiram para a “primeira divisão” no mesmo ano. Em tese seria a atual Segundona. Também teve a 2°divisão, que é em tese seria a atual Terceirona). A “Série A” foi disputado por 14 equipes: Guarani-VA, Juventude, Pelotas, São Luiz, Santa Cruz, Brasil/PE, Glória, Grêmio, Grêmio/SL, Brasil-Far, Caxias, Inter, Veranópolis e Ypiranga. A “Série B” tinha 10 equipes: Guarany/GA, Inter/SM, Passo Fundo, Atlético de Carazinho, 15 de Campo Bom, Esportivo, Lajeadense, Aimoré, Bagé e Guarany/CA. Nesse ano o regulamento era: Na Série A todos contra todos em turno e returno. Os 6 primeiros se classificam para o octogonal final junto com os dois primeiros da “série B” (Esportivo e Atlético de Carazinho que classificaram). Na série B todos jogam contra todos e os 6 primeiros se classificam para formar dois grupos com 3 times, onde os vencedores disputam o octogonal. O octogonal seria dividido em dois grupos de 4 onde os vencedores fariam a final. O rebaixamento seria disputado em um torneio da Morte entre os quatro últimos da “Série B”. O São Luiz fez uma boa campanha  e ficou em 6° da “Série A” (8V,11E,7D) garantindo presença no octogonal, onde ficou em 2° do grupo B (2V,2E,2D)

Em 1996 disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano repetiu-se a fórmula do ano anterior, com 14 times na Série A e 14 times na Série B). A “Série A” participou: Guarani-VA, Atlético de Carazinho, Esportivo, Juventude, Pelotas, São Luiz, Glória, Grêmio, Grêmio/SL, Brasil-Far, Caxias, Inter, Veranópolis e Ypiranga.  A “Série B” tinha: Guarany/GA, Inter/SM, Passo Fundo, Santa Cruz, Brasil/PE, 15 de Campo Bom, Palmeirense, Aimoré, Santo Ângelo, Taquariense, 14 de Julho/SL, Rio Grande, São Paulo e Pratense. Nesse ano o regulamento era: Na Série A eram dois grupos em jogos entre grupos (turno) e dentro dos seus grupos (returno). O primeiro de cada grupo (turno e returno) se classifica direto para o octogonal final junto com o quinto e sexto colocado da classificação geral. Na série B são dois grupos, onde os 4 primeiros classificam para um octogonal (aqui são divididos em dois grupos de quatro, onde o primeiro ia para a fase final do gauchão – Santo Ângelo e Brasil/Pe). O rebaixamento seria disputado em um torneio da Morte entre os quatro últimos da “Série B”. O São Luiz fez uma campanha regular e ficou em 6° na classificação geral da “Série A” (5V,5E,3D) e por um motivo que desconheço não se classificou. Entrou o Ju que foi o sétimo. Ainda nesse ano disputou a Copa Daltro Menezes. Eram 10 times, em jogos de turno e returno, onde o primeiro seria o grande campeão. Os dois primeiros garantiriam vaga no Gauchão do ano seguinte. O São Luiz foi o quinto (6V, 6E, 6D). Destaques para a goleada de 4x0 aplicada no Taquariense. Ainda disputou o Brasileirão Série C. Seu regulamento era de: 58 equipes, divididas em 16 grupos. Os clubes jogaram em turno e returno dentro das chaves. Classificam-se para a próxima fase os dois primeiros de cada grupo. Na segunda, terceira e quarta fase, as equipes enfretaram-se em mata-mata e os últimos 4 ganhadores, destes confrontos, disputaram fase de turno e returno cujo os dois melhores subiram ao Série B de 1997. O São Luiz caiu no grupo 15 ao lado do Caxias, Chapecoense e Cascavel. Foi o último colocado (2V,1E,3D) e foi eliminado

Em 1997 disputou a Copa Galego. Eram 12 times divididos em dois grupos, onde os 4 primeiros de cada grupo se classificariam para a segunda fase, onde seria formado dois novos grupos de 4 times. Os campeões desses grupos fariam a final da competição. O São Luiz ficou no grupo 2 e foi o quarto (3V, 4E, 3D). Classificou-se para a segunda fase, onde acabou ficando em primeiro no novo grupo formado (3V, 3D). Com isso foi para a final da competição. A final foi contra o Glória em dois jogos. O primeiro em casa goleou por 4x0. No segundo, empatou em 1x1 e sagrou-se CAMPEÃO DA COPA GALEGO. Ainda disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano repetiu-se a fórmula do ano anterior, com 14 times na Série A e 14 times na Série B - Os melhores colocados da B sobem no mesmo ano para a fase final da Série A). O São Luiz fez uma boa campanha na “Série A”. Na primeira fase, onde todos se enfrentam, foi o 11°colocado (5V,1E,7D), a um ponto da zona de classificação, e acabou sendo eliminado

Em 1998, disputou a Copa Enio Andrade. Eram 5 times em jogos turno e returno. O campeão ganharia o direito de disputar a Copa Sul 1999. O vice ganhava vaga no Gauchão 1999. O São Luiz foi o lanterna (2V, 2E, 4D) e foi eliminado. Também disputou o Campeonato Gaúcho. O São Luiz foi bem na primeira fase e chegou as quartas de final onde foi eliminado pelo Inter, perdendo os dois jogos - 0x1 casa e 0x1 no Beira-Rio

Em 1999 disputou a Copa Mais Fácil. Eram 5 equipes jogando em turno e returno. O São Luiz foi o campeão (5V, 2E, 1D). Também nesse ano participou de uma seletiva para a série C do Campeonato Brasileiro. Foi disputada por Santo Angelo, Inter/Sm, São Luiz, São José e Pelotas. Todos contra todos em jogo só de ida, os três primeiros se classificava. Nas semifinais e finais os jogos seriam de ida e volta. O São Luiz ficou em segundo (1V,3E). Foi para a semifinal e enfrentou o  Inter de Santa Maria, perdeu a primeira por 1x0 e devolveu o placar no jogo da volta. Nas penalidades venceu por 5x4. Fez a final contra o Caxias em três jogos e perdeu a vaga (0x0, 1x1 e 0x2). Ainda disputou o Campeonato Gaúcho “Divisão A” mas não chegou as finais

Em 2000 disputou o Campeonato Gaúcho que foi chamado de Copa Sport Club Rio Grande - Um Século de Futebol, inclusive tendo o SC Rio Grande como convidado. No total foi disputado por 17 clubes, onde a dupla grenal e o Juventude entram na segunda fase. A primeira fase foi dividida em dois grupos com 7 equipes cada. No grupo 1 classificou-se dois times (Esportivo, Caxias, Veranópolis, São José, Rio Grande, Pelotas e Inter/SM) e no grupo 2 classificou-se 3 times (15 de Campo Bom, Passo Fundo, Santa Cruz, Guarani/VA, Santo Angelo, São Luiz e Avenida). Os dois últimos foram rebaixados. O São Luiz foi o penúltimo do seu grupo (2v,3E,7D) e livrou-se do rebaixamento

Em 2001 disputou o Campeonato Gaúcho. No total foi disputado por 17 clubes, onde as duplas Gre-Nal e Ca-Ju entram na segunda fase. A primeira fase foi disputada pelos 13 clubes do interior em apenas um turno, onde os 4 primeiros classificam-se e os dois últimos são rebaixados. O São Luiz ficou em oitavo colocado (3V,5E,4D) e foi eliminado

Em 2002 disputou o Campeonato Gaúcho. A 1ª Fase do Gauchão foi disputada por 13 clubes que jogam entre si em turno e returno. Em cada turno o clube que somar mais pontos será o campeão e garante vaga na segunda fase. Além dos campeões, classificam-se também outros dois clubes com melhor pontuação na classificação geral. A 2ª fase é disputada pelos quatro clubes classificados na 1ª fase, mais Grêmio, Juventude, Internacional e Pelotas, que estavam disputando a Copa Sul-Minas. Estão agrupados em duas chaves de quatro clubes cada. Jogam dentro das chaves somente em ida. Apenas o primeiro de cada chave garante vaga na final do campeonato. Os dois finalistas jogam partidas de ida e volta, para se definir o campeão. O último da classificação final é rebaixado. O São Luiz ficou em 4° colocado no 1°turno com 6V,4E e 2D. No 2°turno ficou em 9° com 3V,4E e 5D. Foi eliminado.

Em 2003 disputou o Campeonato Gaúcho. Os 18 times dividiram-se em 2 grupos: no grupo 1 participaram: Grêmio, Internacional, Juventude e Caxias. Os times jogaram em turno e returno - os 2 primeiros avançaram às semifinais. No grupo 2, participaram os outros 14 times - 2 times avançaram às semifinais. Os 2 últimos colocados deste grupo foram rebaixados. Nas semifinais, o 1º colocado de um grupo enfrentou o 2º colocado do outro em jogos de ida e volta - o vencedor de cada confronto avançou às finais. As finais também foram disputadas em jogos de ida e volta. O São Luiz ficou na lanterna e foi rebaixado (4V,6E,16D)

Em 2004 disputou a Copa RS (Copa Colombo/LG). Essa competição disputada após o Gauchão trazia 28 equipes, distribuídas em 5 grupos, onde os 3 melhores iriam para as oitavas de final (exceção no grupo A classificava-se 4 times). O São Luiz ficou no grupo E ao lado de mais 4 times. Disputou 8 jogos.  Acabou em terceiro no grupo (3V, 1E, 4D) e classificou-se para as oitavas de final, onde enfrentou o Esportivo, empatou em 1x1 em casa no primeiro jogo e foi goleado no segundo na Serra por 4x1, dando adeus a competição.

Em 2005 foi campeão da Segundona. Também disputou a Copa RS (Copa Big/Brasil Telecom). Eram 28 times divididos em 4 grupos, onde 16 times passariam para a segunda fase, onde seriam divididos em 4 grupos. Os dois primeiros de cada iam para as quartas de final. O São Luiz caiu no Grupo D ao lado de outros 5 times. Ficou em quarto do grupo (2V, 3E, 5D) e foi eliminado. Destaque positivo foi a goleada por 3x0 no Nacional de Cruz Alta.

Em 2006 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 18 clubes divididos em 3 grupos de 6. Classificam-se os 3 primeiros do grupo 2 e 3  mais os dois primeiros do grupo 1. Esses 8 classificados formam dois grupos, onde o primeiro de cada fazem as finais. Os rebaixados serão apontados na Copa Emidio Perondi. O São Luiz foi o lanterna do grupo 2 (1V,2E,7D) e foi eliminado. Então disputou a Copa Emidio Perondi. Eram 10 times dividos em dois grupos de 5 times. O campeão de cada grupo faziam a final e o últimos de cada grupo seria rebaixado a Segundona Gaúcha. O campeão garantiria vaga na Série C do mesmo ano. O São Luiz ficou em quarto no Grupo B (3V, 5D) e foi eliminado

Em 2007 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 18 clubes divididos em 2 grupos de 9. O campeão de cada grupo passa às semifinais, o 2º e o 3º passam à Segunda Fase; os dois últimos de cada grupo são rebaixados. O São Luiz ficou em 7° no grupo 2, e só não foi rebaixado pelo saldo de gols superior ao do Guarani/VA. Foi eliminado (4V,5E,7D)

Em 2008 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 16 clubes divididos em 2 grupos de 8. Os 4 primeiros de cada grupo classificam-se para as quartas de final. O último de cada grupo é rebaixado. O São Luiz foi o 5° do grupo 2 (5V;5E;4D). Chegou vivo na última rodada precisando vencer o Brasil em Pelotas. Empatou em 2x2 e foi eliminado, já que a Sapucaiense venceu seu jogo e levou a vaga

Em 2009 disputou o Campeonato Gaúcho. No primeiro turno (Taça Fernando Carvalho), os 9 clubes de um grupo enfrentam os 9 clubes do outro grupo, classificando os quatro primeiros para as fases seguintes onde se enfrentam em jogo único. No segundo turno, os 9 clubes jogam dentro dos grupos, seguindo o mesmo regulamento. Os vencedores de cada turno decidem o campeonato. O último de cada grupo, ao final dos dois turnos será rebaixado. O São Luiz ficou em quinto do grupo 2 da Taça FC (3V,2E,3D). Chegou vivo na última rodada precisando apenas vencer seu jogo em Caxias contra o Juventude, mas perdeu por 2x0 e foi eliminado. Na Taça FK ficou em último no grupo 2 (1V,1E,5D) e foi eliminado

Em 2010 disputou o Campeonato Gaúcho. No primeiro turno (Taça Fernando Carvalho), os 9 clubes de um grupo enfrentam os 9 clubes do outro grupo, classificando os quatro primeiros para as fases seguintes onde se enfrentam em jogo único. No segundo turno, os 9 clubes jogam dentro dos grupos, seguindo o mesmo regulamento. Os vencedores de cada turno decidem o campeonato. O último de cada grupo, ao final dos dois turnos será rebaixado. O São Luiz ficou em 3° do grupo 2 da Taça FC (5V,3E) e classificou-se para as quartas onde foi eliminado pelo Novo Hamburgo, fora de casa, por 2x0. Na Taça FK ficou em penúltimo (1V,2E,4D) e foi eliminado

Em 2011 disputou o Campeonato Gaúcho. No primeiro turno (Taça Piratini), os 8 clubes de um grupo enfrentam os 8 clubes do outro grupo, classificando os 4 primeiros para as fases seguintes onde se enfrentam em jogo único. No segundo turno (Taça Farroupilha), os 8 clubes jogam dentro dos grupos, seguindo o mesmo regulamento. Os vencedores de cada turno decidem o campeonato. O último de cada grupo, ao final dos dois turnos será rebaixado. O São Luiz ficou em último do grupo 1 da TP (2V,1E,5D) e foi eliminado. Na TF ficou em 4° (2V,4E,1D) e classificou-se para as quartas onde caiu diante do Cruzeiro por 2x0 fora de casa

Em 2012 disputou o Campeonato Gaúcho. No primeiro turno (Taça Piratini), os 8 clubes de um grupo enfrentam os 8 clubes do outro grupo, classificando os 4 primeiros para as fases seguintes onde se enfrentam em jogo único. No segundo turno (Taça Farroupilha), os 8 clubes jogam dentro dos grupos, seguindo o mesmo regulamento. Os vencedores de cada turno decidem o campeonato. O último de cada grupo, ao final dos dois turnos será rebaixado. O São Luiz ficou em sexto do grupo 1 da TP (3V,1E,4D) e foi eliminado. Na TF ficou em penúltimo (1V,2E,4D) e foi eliminado

Em 2013 disputou o Campeonato Gaúcho. No primeiro turno (Taça Piratini), os 8 clubes de um grupo enfrentam os 8 clubes do outro grupo, classificando os 4 primeiros para as fases seguintes onde se enfrentam em jogo único. No segundo turno (Taça Farroupilha), os 8 clubes jogam dentro dos grupos, seguindo o mesmo regulamento. Os vencedores de cada turno decidem o campeonato. Os três últimos na classificação geral serão rebaixados. O São Luiz ficou em primeiro do grupo 2 da TP (5V,2E,1D) e classificou-se para as quartas onde bateu em casa o Cerâmica por 1x0. Na semifinal, em casa, eliminou o Caxias por 2x1. Fez a final contra o poderoso Internacional. Com o 19 de Outubro lotado, o time ijuiense foi goleado por 5x0 e contentou-se com o vice da Taça Piratini. Na TF ficou em quarto (3V,1E,3D) e garantiu vaga nas quartas, onde foi eliminado pelo Grêmio, no Olímpico, nas penalidades, após empate sem gols no tempo normal

Em 2014 disputou o Campeonato Gaúcho. Assim como nos últimos anos, a disputa envolveu 16 clubes distribuídos em duas chaves. Diferente como foi as últimas edições, teve turno único. Os 4 primeiros de cada grupo terão vaga nas fases de mata-mata. As quartas-de-final e semifinal serão disputadas em uma partida, enquanto que a final sera disputada em dois jogos. Os três primeiros colocados garantem vaga na Copa do Brasil de 2015. Os três piores são rebaixados para a Segundona. O São Luiz foi penúltimo no grupo B (2V,5E,8D) e foi rebaixado. Ainda disputou sua primeira Copa do Brasil e caiu logo na primeira fase diante do Nacional/AM (2x2 e 1x2).

 

ESTÁDIO

O São Luiz, tem como seu principal patrimônio o ESTÁDIO 19 DE OUTUBRO, contemplando as copas (alimentação), vestiários, sala de impressa, salas de transmissão de imprensa, alojamento de atletas e sede do clube. O estádio possui iluminação, permitindo a realização de partidas à noite e destaca-se pela sempre ótima conservação do gramado. A sede está localizada na Rua 24 de fevereiro, 38 - Centro - Cep: 98700-000 - Ijuí/RS 

 

   Foto: Roseane Barbian

 

TÍTULOS

  • Campeão da Segundona Gaúcha 1990 e 2005
  • Campeão Copa dos Gaúchos 1974
  • Campeão Copa Pedro Carneiro Pereira 1975
  • Campeão Copa Fenamilho 1986
  • Campeão Região Missões A 1989
  • Campeão da Copa Mais Fácil 1999
  • Campeão da Copa Galego 1997
  • Vice-Campeão da Copa Governador do Estado 1991
  • Campeão municipal nos anos de 1940-42-43-44-45-49-54-55-56-61-62-63-64-70
  • Vice-campeão da Serra em 1944
  • Vice-campeão da Taça Piratini 2013 (primeiro turno do Gauchão)