Grêmio Foot-Ball Santanense

Grêmio Foot-Ball Santanense

 

Fundado em 11/06/1913, na cidade de Santana do Livramento.

 

Seu uniforme possui as cores alvi-rubra como as do Internacional e o nome Grêmio, as duas equipes mais importantes do estado.

Em 1922 foi campeão citadino

Em 1923 foi campeão citadino

Em 1925 disputou o Campeonato Gaúcho. O estado foi dividido em cinco regiões. Os campeões citadinos disputam os regionais. Os campeões regionais disputavam o campeonato gaúcho. Eram 5 times representando as 5 regiões do estado: Grêmio (Metropolitana), Bagé (Sul), Grêmio Santanense (Fronteira), Guarany de Cruz Alta (Serra) e Juventude (Noroeste). Antes de ingressar no Gauchão, o Grêmio/SL venceu também o regional (venceu o Guarani de Alegrete por 1x0). O Gauchão foi disputado em jogos únicos e eliminatórios. O time gremista pegou o Bagé no primeiro jogo e perdeu por 3x1, dando adeus a competição

Em 1933 foi campeão citadino

Em 1935 disputou o Campeonato Gaúcho. O estado foi dividido em seis regiões. Os campeões citadinos disputam os regionais. Os campeões regionais disputavam o campeonato gaúcho. Eram 6 times representando as 6 regiões do estado: Grêmio (Centro), 9°Regimento de Pelotas (litoral), Grêmio Santanense (Fronteira), Riograndense/SM (Serra). Guarany/BG (Sul) e Novo Hamburgo (Nordeste). Antes de ingressar no Gauchão, o Grêmio venceu também o regional (4x0 Operário de Uruguaiana). O Gauchão foi disputado em jogos únicos e eliminatórios. Todos os jogos das finais foram em Porto Alegre. O time da fronteira caiu na semifinal diante do Grêmio de Porto Alegre, ao ser massacrado por 6x0

Em 1936 foi campeão citadino

Em 1937 disputou o Campeonato Gaúcho. O estado foi dividido em cinco regiões. Os campeões citadinos disputam os regionais. Os campeões regionais disputavam o campeonato gaúcho. Eram 5 times representando as 5 regiões do estado: Novo Hamburgo (Centro), Riograndense de Rio Grande (litoral), Grêmio Santanense (Fronteira), Riograndense/SM (Serra) e Ferroviário de Bagé (Sul). Antes de ingressar no Gauchão, o Grêmio/SL venceu também o regional (venceu o Uruguaiana). O Gauchão foi disputado em jogos únicos e eliminatórios, sem a participação da dupla Gre-Nal. O time da fronteira pegou na fase preliminar o Riograndense/SM e venceu por 4x1. Na semifinal bateu o Novo Hamburgo pot 3x2. A final seria contra o Riograndense de Rio Grande. No primeiro jogo perdeu por 2x0. No segundo jogo venceu por 3x2. No jogo extra empate em 3x3, o que levou para um improvável quarto jogo, onde o time da golearia por 4x0 e sagraria-se campeão gaúcho

Em 1938 venceu o citadino e participou do Regional (eliminado pelo Uruguaiana) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga

Em 1939 disputou o Campeonato Gaúcho. O estado foi dividido em cinco regiões. Os campeões citadinos disputam os regionais. Os campeões regionais disputavam o campeonato gaúcho. Eram 5 times representando as 5 regiões do estado: Novo Hamburgo (Centro*), Riograndense de Rio Grande (litoral), Grêmio Santanense (Fronteira), Gaúcho/PF (Serra) e Grêmio Bagé (Sul). Antes de ingressar no Gauchão, o Grêmio/SL venceu também o regional. O Gauchão foi disputado em jogos únicos e eliminatórios, sem a participação da dupla Gre-Nal. O time da fronteira pegou na fase semifinal o Gaúcho/PF e venceu por 2x1. A grande final foi contra o Riograndense/RG. No primeiro jogo empate em 4x4. No segundo jogo derrota por 3x1. No terceiro e decisivo confronto, disputado em Pelotas, empate em 0x0, ficando com o vice campeonato. *Desistiu da competição

Em 1946 disputou o Campeonato Gaúcho. O estado foi dividido em cinco regiões. Os campeões citadinos disputam os regionais. Os campeões regionais disputavam o campeonato gaúcho. Eram 5 times representando as 5 regiões do estado: Grêmio (Metropolitana), Floriano-NH (Nordeste), Grêmio Santanense (Fronteira/Serra), Riograndense de Rio Grande (Litoral) e Guarany de Bagé (Sul/Centro). Antes de ingressar no Gauchão, o Grêmio/SL venceu também o regional. Na fase preliminar enfrentou o Guarany/BG e venceu por 3x2. Na semifinal contra o Riograndense/RG, empate em 1x1 no tempo normal e derrota por 1x0 na prorrogação, sendo eliminado

Em 1948 disputou o Campeonato Gaúcho. A final seria disputada entre o Campeão Citadino de Porto Alegre (vencida pelo Internacional) e o vencedor do Campeonato do Interior (disputada pelos campeões citadinos: Cachoeira, Floriano/NH, Brasil de Pelotas, Riograndense/RG, Riograndense/SM, Guarany/BG e Grêmio/SL). Todas as partidas disputadas em Porto Alegre. Na fase preliminar, disputada em jogo único e classificatório, o Grêmio/SL (A partida foi suspensa no final do primeiro tempo por conta do mau tempo, sendo finalizada dois dias depois) venceu por 1x0 o Brasil/Pe e classificou-se. Nas semifinais bateu o Cachoeira por 4x3 e garantiu vaga na final contra o Internacional, onde perderia os dois jogos (1x2 e 0x5) e ficaria com o vice-campeonato e o título do Interior.

Em 1953 foi campeão citadino

Em 1957 foi campeão citadino e jogou o Regional (contra o Ferro Carril) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga

Em 1953 foi campeão citadino

Em 1953 foi campeão citadino

Em 1953 foi campeão citadino

Em 1967 disputou a primeira edição da Terceirona Gaúcha. Eram 30 equipes dividas em 6 grupos, onde os primeiros de cada grupo classificavam. O Santanense foi primeiro no Grupo 6 e classificou-se direto para a final. Fez a final contra o Ta-Guá. Perdeu fora de casa o primeiro jogo por 3x0. Na segunda partida, em casa, venceu por 1x0 e a decisão foi para as penalidades, onde venceu por 7x5 e ficou com o título e o acesso para a Segundona 1968

Em 1973 disputou a Copa Cícero Soares. Essa copa reunia somente times do interior. Eram 32 times divididos em 6 chaves, onde somente o campeão classificaria para dois triangulares. Os dois campeões estariam classificados para o Gauchão 1974. O Grêmio-SL caiu no Grupo 1 ao lado de mais quatro equipes. Em 8 jogos, não venceu nenhuma, empatou 3 e perdeu 5 vezes.  Foi o lanterna, sendo eliminado ainda na primeira fase

Em 1975 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 32 equipes: A.A Alegrete, ACF, AESA, ASCF, Cachoeira, Atlético/CAR, Aimoré, Esportivo, Atlântico, Elite, Encantado, Inter, Inter/SM, Inter/SB, Novo Hamburgo, Pelotas, São José, São Luiz, Riograndense/RG, Farroupilha, Guarany/GAR, Grêmio, Grêmio/SL, Bagé, Juventude de Guaporé, Guarany/BG, Lajeado, Gaúcho, Rio Grande, São Paulo/RG, Tupy e Ypiranga. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 30 clubes foram divididos em 6 grupos, onde os três primeiros se classificavam para a fase final, que teria 20 times, em jogos somente de ida, onde os 4 primeiros fariam as finais. O Santanense ficou em último colocado no grupo F (2V, 2E, 4D) e foi eliminado. Ainda disputou a Copa Governador do Estado. Foi disputada por 54 equipes do interior e dava vagas ao Gauchão do ano seguinte e as Copinhas disputadas no segundo turno (Cícero Soares e Pedro Carneiro Filho). Eram várias fases classificatórias até as finais. O Santanense não foi bem e levou apenas uma vaga na Copa Cícero Soares do mesmo ano

Em 1977 foi campeão citadino

Em 1985 disputou a Terceirona Gaúcha. Eram 15 clubes divididos em 4 grupos, onde os 3 primeiros se classificavam para a segunda fase. O mais curioso desse regulamento da primeira fase é que dois grupos tinham só 3 equipes, ou seja, já estavam classificados. Foi o que aconteceu com o Grêmio Santanense que caiu no grupo 1 ao lado da Associação Alegrete e do Armour. Ficou em último com 2 pontos (2E,2D) e seguiu em frente. Na segunda fase foi o quarto do seu grupo, apenas três seguiam em frente (8 pontos) e foi eliminado na última rodada quando perdeu fora de casa por 2x0 para o Cruzeiro de Santiago

Em 1991 disputou a Copa Cidade de Porto Alegre. Eram 17 equipes, divididas em duas chaves. Os dois primeiros de cada chave iam para a semifinal (jogos de ida e volta). O Grêmio-SL caiu no Grupo A. Em 16 jogos, venceu 7, empatou 5 e perdeu 4. Foi o quarto do grupo e acabou eliminado.

Em 1992 disputou o Campeonato Gaúcho. Novamente com um inchaço de clubes, dessa vez sendo disputado por 22 equipes: Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo, Ta-guá e Dínamo/SR. Nesse ano o regulamento era o seguinte: dois grupos com 11 times se enfrentam em turno e returno. Os quatro melhores de cada grupo fazem dois quadrangulares, onde os vencedores de cada um deles fariam a finalíssima. Nesse ano, novamente, não houve rebaixamento. O Grêmio não se classificou. Foi 9° do grupo A (6V,5E,10D).

Em 1993 disputou o inchado Campeonato Gaúcho, dessa vez sendo disputado por 24 equipes: Guarany/GA, Brasil de Farroupilha, Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo, Ta-guá e Dínamo/SR. Nesse ano o regulamento era o seguinte: as 22 equipes do interior jogam se enfrentam em turno/returno. Classificam as 14 primeiras colocadas que se somam a dupla grenal. As 16 equipes formam 4 grupos com 4 equipes, onde os dois primeiros classificam para um octogonal. O campeão desse octogonal levanta a taça. Seriam rebaixados os dois últimos na primeira fase. O Santanense fez uma razoável campanha e ficou em 11° (8V,5E,8D), garantindo vaga na segunda fase, onde ficou em 2°do Grupo D, somente atrás do Inter (2V,2E,2D) e foi para o octogonal, onde fez uma péssima participação e ficou em 7° (3V,2E,9D), só não ficou em último porque o Lajeadense perdeu 5 pontos e amargou essa lanterna

Em 1994 disputou o Campeonato Gaúcho, dessa vez sendo disputado por 23 equipes: Guarany/GA, Bagé, Brasil de Farroupilha, Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe e Veranópolis. Esse foi o campeonato mais longo da história, durou de março a dezembro. Cada equipe fez incríveis 44 jogos. Nesse ano o regulamento era bem simples: todos contra todos em turno e returno e o primeiro levantava o caneco, porém houve uma espécie de rebaixamento em massa, pois o regulamento dizia que do 15 ao 23° iriam jogar a Segundona do ano seguinte. O Santanense fez uma boa campanha, ficou em 7° e garantiu presença na elite do próximo ano (17V,14E,13D)

Em 1995 disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano teve uma grande confusão, pois a elite foi dividida em Série A e B. A Série B era uma Divisão Intermediaria. Os clubes eram campeões de seus grupos e subiram para a “primeira divisão” no mesmo ano. Em tese seria a atual Segundona. Também teve a 2°divisão, que é em tese seria a atual Terceirona). A “Série A” foi disputado por 14 equipes: Guarani-VA, Juventude, Pelotas, São Luiz, Santa Cruz, Brasil/PE, Glória, Grêmio, Grêmio/SL, Brasil-Far, Caxias, Inter, Veranópolis e Ypiranga. A “Série B” tinha 10 equipes: Guarany/GA, Inter/SM, Passo Fundo, Atlético de Carazinho, 15 de Campo Bom, Esportivo, Lajeadense, Aimoré, Bagé e Guarany/CA. Nesse ano o regulamento era: Na Série A todos contra todos em turno e returno. Os 6 primeiros se classificam para o octogonal final junto com os dois primeiros da “série B” (Esportivo e Atlético de Carazinho que classificaram). Na série B todos jogam contra todos e os 6 primeiros se classificam para formar dois grupos com 3 times, onde os vencedores disputam o octogonal. O octogonal seria dividido em dois grupos de 4 onde os vencedores fariam a final. O rebaixamento seria disputado em um torneio da Morte entre os quatro últimos da “Série B”. O Santanense fez uma fraca campanha e ficou em 11° da “Série A” (6V,12E,8D).

Em 1996 disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano repetiu-se a fórmula do ano anterior, com 14 times na Série A e 14 times na Série B). A “Série A” participou: Guarani-VA, Atlético de Carazinho, Esportivo, Juventude, Pelotas, São Luiz, Glória, Grêmio, Grêmio/SL, Brasil-Far, Caxias, Inter, Veranópolis e Ypiranga.  A “Série B” tinha: Guarany/GA, Inter/SM, Passo Fundo, Santa Cruz, Brasil/PE, 15 de Campo Bom, Palmeirense, Aimoré, Santo Ângelo, Taquariense, 14 de Julho/SL, Rio Grande, São Paulo e Pratense. Nesse ano o regulamento era: Na Série A eram dois grupos em jogos entre grupos (turno) e dentro dos seus grupos (returno). O primeiro de cada grupo (turno e returno) se classifica direto para o octogonal final junto com o quinto e sexto colocado da classificação geral. Na série B são dois grupos, onde os 4 primeiros classificam para um octogonal (aqui são divididos em dois grupos de quatro, onde o primeiro ia para a fase final do gauchão – Santo Ângelo e Brasil/Pe). O rebaixamento seria disputado em um torneio da Morte entre os quatro últimos da “Série B”. O Grêmio/SL fez uma campanha regular e ficou em 9° na classificação geral da “Série A” (4V,3E,6D) e se manteve na elite

Em 1997 disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano repetiu-se a fórmula do ano anterior, com 14 times na Série A e 14 times na Série B - Os melhores colocados da B sobem no mesmo ano para a fase final da Série A). O Santanense fez uma péssima campanha na “Série A”. Na primeira fase, onde todos se enfrentam, foi o penúltimo colocado (2V,4E,7D) e foi eliminado. Com isso foi rebaixado a jogar a “Série B” do ano seguinte

Em 1998 disputou o Campeonato Gaúcho "Divisão B" mas não passou da primeira fase

Em 1999 disputou o  Campeonato Gaúcho "Divisão B" e foi rebaixado para a Terceirona

Em 2000 disputou a Terceirona Gaúcha. Eram 14 clubes divididos em 2 grupos, onde os 4 primeiros se classificavam para a segunda fase. O Santanense foi o primeiro do grupo 1 (8V,1E,3D) e classificou-se para a segunda fase. Essa fase foi um octogonal em jogos turno/returno, onde os 5 primeiros classificavam para a terceira fase. O clube ficou em 2° (8V,4E,2D) e seguiu em frente. A fase final era um hexagonal onde os 2 primeiros levavam a vaga para a Segundona. Aí o time da fronteira brilhou e ficou em segundo (5V,3E,2D), levantando o caneco de vice-campeão e levando o acesso. Festa na cidade de Santana do Livramento.

Em 2003 licenciando-se do futebol profissional

 

ESTÁDIO

Estádio Honório Nunes, com capacidade para 8000 pessoas

 

TÍTULOS

  • Campeão do Centenário Farroupilha 1935
  • Campeão da Copa Internacional Rubens Hoffmeister 1975
  • Vice-Campeão do Interior Gaúcho: 1939 e 1946
  • Campeão Gaúcho: 1937
  • Vice-campeão Gaúcho 1939 e 1948
  • Campeão do Interior: 1937 e 1948
  • Vice-Campeão Segundona Gaúcha: 1991
  • Campeão da Terceirona Gaúcha: 1967
  • Vice-Campeão da Terceirona Gaúcha: 2000
  • Campeão da Região Fronteira: 1925, 1935, 1936, 1937, 1939, 1946, 1948, 1967
  • Campeão Citadino: 1922, 1923, 1925, 1933, 1935, 1936, 1937, 1938, 1939, 1946, 1948, 1953, 1957, 1961, 1962, 1963, 1967, 1975, 1977.