Sport Club São Paulo

Sport Club São Paulo

 Fundado no dia 04/10/1908 na cidade Rio Grande

 

 

 

Fundado por quatro rapazes chamados Adolpho Corrêa, José Sartori, José Bernardelli e Hermenegildo Bernardelli que estavam sentados assistindo a novidade do football praticada pelos ingleses e alemães residentes em Rio Grande. Em um dos momentos do treino a bola escapuliu e foi parar nas mãos dos rapazes que logo trataram de escondê-la e a deram por perdida.

Como as bolas eram raríssimas pois vinham da Inglaterra a um preço muito alto, aquela era uma oportunidade de ouro para começar a praticar o esporte. Um dos rapazes, Adolpho Corrêa, de ascendência portuguesa, foi entusiasta em fundar um clube popular de futebol que permitisse à vasta colônia portuguesa da cidade ter acesso ao esporte, pois era exclusivo dos alemães e ingleses que fundaram, oito anos antes, o Sport Club Rio Grande. Pouco tempo depois os destemidos precursores do Leão do Parque solicitaram ao Sport Club Rio Grande e a Compaigne Auxiliare de Chems de Fer Brésil que fosse cedido um espaço pequeno para fundar na cidade um clube com raízes lusas.

Em 1927 foi campeão citadino e participou do Regional (1x4 Brasil de Pelotas) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga.

Em 1928 foi campeão citadino e participou do Regional (perdeu de WxO para o Pelotas) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga.

Em 1931, o São Paulo/RG foi campeão citadino e participou do Regional (contra Pelotas e Vitoriense) dava ao campeão uma vaga no Gauchão (de 1930, que foi disputado em março de 1931 devido a Revolução de 30). Não conseguiu a vaga. Ainda em 1931, o São Paulo foi campeão citadino e participou do Regional (5x0 Vitoriense e 1x3 Brasil-Pe) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão 1931. Não conseguiu a vaga novamente

Em 1932 foi campeão citadino e participou do Regional (foi goleado por 6x1 pelo Pelotas) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga

Em 1933 foi campeão gaúcho ao vencer o Grêmio na final (2 a 1). Naquela época, o São Paulo ainda não havia adotado o atual escudo, apesar de utilizar as cores da bandeira de Portugal no uniforme.

Em 1935 participou do Regional (perdeu, duas vezes, por 2x0 para o 9°Regimento de Pelotas) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga

Em 1940 houve o famoso Torneio Confraternização, com as três equipes da cidade, Rio Grande, São Paulo e Riograndense. O São Paulo foi o campeão, com uma vitória e um empate no triangular. O clube resolveu cortar a taça e dar a metade ao Rio Grande em sinal de amizade ao co-irmão.

Em 1952 participou do Regional (contra o Brasil/Pel) que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga

Em 1956 jogou o Regional que dava ao campeão uma vaga no Gauchão. Não conseguiu a vaga

Em 1967 disputou a chamada Copa Aneron Corrêa da Silveira.  Por problemas judiciais o torneio foi cancelado na final e não teve campeão. Era uma espécie de Copa FGF, somente com clubes do Interior. Eram 20 times participantes divididos em cinco grupos onde apenas os dois primeiros iriam para a segunda fase. O São Paulo caiu no Grupo A (com mais 5 times) e ficou na primeira posição, classificando-se para a próxima fase. Em dez jogos, ganhou seis, empatou dois e perdeu outros dois

Em 1968 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 18 equipes: Inter, Grêmio, Novo Hamburgo, Farroupilha, Pelotas, Aimoré, Guarany/BG, Juventude, Gaúcho, Brasil/Pe, Rio Grande, Riograndense/RG, Cruzeiro, Barroso-São José, Santa Cruz, Flamengo, São Paulo/RG e Ypiranga/ERE. O torneio deveria ter sido disputado por 12 clubes. Sob o pretexto de estar comemorando o seu cinquentenário, a FGF decidiu virar a mesa, alçando mais 6 clubes para a Primeirona (inclusive o rebaixado Floriano, que passava a se chamar Novo Hamburgo). O regulamento era: Fase Preliminar, dois grupos de 9 clubes. No  Turno:  As equipes jogam dentro do grupo. Sete seguem por grupo. Os dois últimos de cada grupo vão pro Torneio de Descenso (Os dois últimos de cada grupo da fase preliminar disputam um quadrangular em turno e returno. Os dois últimos são rebaixados).  Returno: Os sete clubes por grupo restantes se enfrentam dentro dos grupos. Soma-se turno e returno e os quatro primeiros de cada grupo chegam ao Octogonal Final. No Octogonal, todos contra todos, em turno e returno. Quem fizer mais ponto é campeão. O SP ficou em sétimo no Grupo B com 3V, 3E, 8D e foi eliminado

Em 1969 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 18 equipes: Inter, Grêmio, Novo Hamburgo, Farroupilha, Pelotas, Aimoré, 14 de Julho/PF, Juventude, Gaúcho, Brasil/Pe, Rio Grande, Inter/SM, Cruzeiro, Barroso-São José, Santa Cruz, Flamengo, São Paulo/RG e Ypiranga/ERE. O regulamento era: Fase Preliminar, dois grupos de 9 clubes. No  Turno:  As equipes jogam dentro do grupo. Sete seguem por grupo.  Returno: Os sete clubes por grupo restantes se enfrentam dentro dos grupos. O último de cada grupo era rebaixado. Soma-se turno e returno e os quatro primeiros de cada grupo chegam ao Octogonal Final. No Octogonal, todos contra todos, em turno e returno. Quem fizer mais pontos é campeão. O SP ficou em último no Grupo A com 3V, 3E, 10D e foi rebaixado para a Segundona

Em 1971 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 25 equipes: Inter, Grêmio, Novo Hamburgo, Farroupilha, Pelotas, Aimoré, 14 de Julho/PF, Juventude, Gaúcho, Brasil/Pe, Esportivo, Inter/SM, Cruzeiro, São José, Santa Cruz, Flamengo, Guarany/BG, Riograndense/SM, Bagé, São Paulo/RG, Tamoio de Santo Angelo, Atlantico/ERE, Avenida, Rio Grande e Ypiranga/ERE. O regulamento era: Fase Preliminar, grupo A com 13 clubes e grupo B com 12 clubes, onde os 4 primeiros classificavam-se para um octogonal final, onde o primeiro desses 8 seria o campeão. O São Paulo ficou em décimo primeiro no Grupo A com 5V, 5E, 13D e foi eliminado. Ainda disputou a Copa Governador do Estado (Copa Governador do Estado - Euclides Triches). O regulamento era 33 clubes do interior divididos regionalmente em 6 grupos. O São Paulo não teve muito êxito e não chegou as finais

Em 1972 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 25 equipes: Cachoeira, Nacional/CA, Sá-Viana, Atlético de Carazinho, Inter, Grêmio, Novo Hamburgo, Farroupilha, Pelotas, Aimoré, 14 de Julho/PF, Gaúcho, Brasil/Pe, Esportivo, Inter/SM, Cruzeiro, São José, Santa Cruz, ACF, Guarany/BG, Riograndense/SM, Bagé, São Paulo/RG, Tamoio de Santo Angelo e Ypiranga/ERE. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 23 clubes foram divididos em 4 grupos onde os 2 primeiros classificavam para o decagonal final, onde entraria a dupla grenal. O SP ficou em quarto no Grupo D com 3V, 3E, 4D e foi eliminado. Ainda disputou a Copa Governador do Estado (Copa Governador do Estado - Euclides Triches). O regulamento era 29 clubes do interior divididos regionalmente em 4 grupos. Os 3 primeiros classificavam-se para a fase final, onde juntavam-se com mais 8 os clubes (Caxias, Aimoré, Novo Hamburgo, Esportivo, Santa Cruz, Cruzeiro, Gaúcho e Brasil/Pe) e o melhor levantava a taça. O SP foi quarto do grupo 4 e foi eliminado (6V,2E,6D) na última rodada quando precisava vencer o Cachoeira fora de casa e acabou perdendo por 2x0

Em 1973 disputou a Copa Cícero Soares. Essa copa reunia somente times do interior. Eram 32 times divididos em 6 chaves, onde somente o campeão classificaria para dois triangulares. Os dois campeões estariam classificados para o Gauchão 1974. O São Paulo caiu no Grupo 3 ao lado de mais quatro equipes. Em 8 jogos, venceu 2, empatou 6 e não perdeu nenhuma. Foi o terceiro colocado, sendo eliminado ainda na primeira fase. Ainda disputou a Copa Governador do Estado (Copa Governador do Estado - Euclides Triches). O regulamento era 25 clubes do interior divididos regionalmente em 5 grupos. Os 2 primeiros classificavam-se para a fase final, onde juntavam-se com mais 10 clubes (Caxias, Aimoré, Bagé, Esportivo, Inter/SM, AESA, Gaúcho, Pelotas, São José e Brasil/Pe) e o melhor levantava a taça. O São Paulo foi terceiro do grupo 1 e foi eliminado (4V,1E,3D)  no saldo de gols para o Juventude de Guaporé

Em 1975 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 32 equipes: A.A Alegrete, ACF, AESA, ASCF, Cachoeira, Atlético/CAR, Aimoré, Esportivo, Atlântico, Elite, Encantado, Inter, Inter/SM, Inter/SB, Novo Hamburgo, Pelotas, São José, São Luiz, Riograndense/RG, Farroupilha, Guarany/GAR, Grêmio, Grêmio/SL, Bagé, Juventude de Guaporé, Guarany/BG, Lajeado, Gaúcho, Rio Grande, São Paulo/RG, Tupy e Ypiranga. O regulamento era: Grêmio e Internacional ficaram fora da primeira fase do campeonato, os outros 30 clubes foram divididos em 6 grupos, onde os três primeiros se classificavam para a fase final, que teria 20 times, em jogos somente de ida, onde os 4 primeiros fariam as finais. O São Paulo ficou em terceiro colocado no grupo E (2V, 4E, 2D) e classificou-se para a fase final, onde ficou em penúltimo (2V, 4E, 13D). Também disputou a Copa Governador do Estado. Foi disputada por 54 equipes do interior e dava vagas ao Gauchão do ano seguinte e as Copinhas disputadas no segundo turno (Cícero Soares e Pedro Carneiro Filho). Eram várias fases classificatórias até as finais. O São Paulo não foi bem e levou apenas uma vaga na Copa Cícero Soares do mesmo ano.

Em 1977 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 24 equipes: Brasil/PE, AESA, 14 de Julho/PF, São Borja, Juventude, Caxias, ASCF, Cachoeira, São Paulo, Atlético/CAR, Esportivo, Cruzeiro/PA, Estrela, Inter, Inter/SM, Novo Hamburgo, Pelotas, São Luiz, Riograndense/SM, Grêmio, Bagé, Guarany/BG, Gaúcho e Ypiranga. O regulamento era: dois grupos com 12 times cada. Os vencedores classificavam para uma final do turno. Os 22 times que sobravam faziam um mata-mata (segundo contra segundo, terceiro contra terceiro...). Aí formava a classificação geral do primeiro turno. Depois era feita uma repescagem com os times da posição 8 até 18 (divididos em dois grupos de 5). Os dois campeões classificava para o decagonal final, em dois turnos, com os 8 primeiros. Os ganhadores de cada turno fariam a finalíssima.  O São Paulo ficou em vigésimo primeiro na primeira fase (2V, 2E, 9D) e foi eliminado

Em 1978 disputou a Copa Rubens Hoffmeister. Essa copa reunia somente times do interior. Eram 15 times divididos em 4 chaves com 4 times cada (um dos grupos tinha só 3 times). Os dois primeiros de cada grupo iriam fazer um octogonal (onde 4 iriam para o hexagonal final). Os perdedores iriam para outro grupo, onde dois iriam para o hexagonal final. Os dois campeões estariam classificados para a fase final do Gauchão 1978. O São Paulo caiu no Grupo 4 ao lado de mais três equipes. Em 6 jogos, venceu 3, empatou 2 e perdeu apenas uma vez. Foi o campeão do Grupo e classificou-se para o Grupo E (Grupo dos Vencedores). Na disputa do Grupo, amargaram a lanterna. Em 14 jogos, venceu 1, empatou 6 e perdeu 7 vezes. Com isso, foram eliminados do torneio. Disputou ainda o confuso Gauchão, vencido pelo Inter.

Em 1979 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 20 equipes: Brasil/PE, Farroupilha, 14 de Julho/PF, São Borja, Juventude, Caxias, Cachoeira, São Paulo, Avenida, Esportivo, Estrela, Inter, Inter/SM, Novo Hamburgo, Pelotas, Riograndense/SM, Grêmio, Bagé, Guarany/BG e Gaúcho. O regulamento era: Todos contra todos em um turno e returno. Os campeões de cada turno e os 6 melhores, somando os dois turnos, iam para o octogonal final, onde o primeiro seria o campeão. Vale destacar que os 4 primeiros do octogonal ganhavam vaga para o Brasileiro Série A 1980 e o quinto ao oitavo ganhavam vaga na Série B nacional.  O São Paulo ficou em 10° no primeiro turno (6V, 5E, 8D) e 3° no segundo turno (10V, 7E, 2D), garantindo vaga no octogonal final, onde ficou em 4° (5V, 3E, 6D) e ganhou uma vaga na elite do brasileirão do ano seguinte. Destaque positivo (e curioso) para as vitórias por 2x1 sob o Inter em pleno Beira-Rio (primeiro turno), 1x0 em casa (segundo turno) e outro 1x0 em casa (octogonal), ou seja, saiu 100% contra o gigante da capital.

Em 1980 foi campeão da Taça Cidade do Rio Grande. Nesse ano também disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 16 equipes: Brasil/PE, Farroupilha, Lajeadense, São Borja, Juventude, Caxias, Esportivo, São Paulo/RG, Inter, Inter/SM, Novo Hamburgo, Pelotas, Grêmio, Bagé, Guarany/BG e Gaúcho. O regulamento era: As equipes se enfrentam em turno e returno. Os seis melhores classificados disputam o hexagonal final. São rebaixados os 6 últimos colocados na soma dos turnosO São Paulo fez uma boa campanha no primeiro turno (ficou em 5°), mas piorou no segundo turno (9° lugar), sendo eliminado da competição. Porém depois de uma decisão polemica da CBF ganhou vaga na Série B do Brasileiro do ano seguinte no lugar do São Borja

Participou de três campeonatos brasileiros: 1979, 1980 e 1982 da primeira divisão e de dois da segunda divisão (1981 e 1982)

No dia 23/03/1980, o Estádio Aldo Dapuzzo recebeu um dos maiores públicos de sua história para assitir ao empate (0 a 0) do Leão pelo Campeonato Brasileiro (Série A) contra o badalado Flamengo de Zico, Adilio, Júnior e Raul.

Em 1981 foi campeão do Torneio Incentivo. Também disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 12 equipes: Armour, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Guarany/BG, Caxias, SER São Gabriel, São Borja, Inter e São Paulo/RG. O regulamento era: As equipes se enfrentam em turno e returno em jogos. Os oito melhores classificados disputam o octogonal final. São rebaixados os 2 últimos colocados na soma dos turnosO São Paulo ficou em 6° na classificação final (6V, 10E, 6D), garantindo vaga no octogonal final, onde ficou em 5° (5V, 3E, 6D). Destaques positivos para as vitórias em cima do campeão Internacional: 1x0 em pleno Beira-Rio e 2x1 em casa. Ainda disputou o Campeonato Brasileiro Série B (Taça de Prata). Na primeira fase, as 48 equipes foram divididas em 6 grupos de 8 equipes cada. As equipes se enfrentaram dentro dos grupos em turno único, se classificando as duas melhores para a fase seguinte. Na segunda fase, as 12 equipes restantes foram divididas em 4 grupos com 3 equipes cada. As equipes se enfrentaram dentro dos próprios grupos, desta vez em turno e returno. Os campeões de cada grupo subiram para segunda fase da Série A do mesmo ano. Os segundos colocados disputaram as semifinais, que foi disputada em partidas de ida e volta com os vencedores decidindo o campeonato no mesmo sistema de ida e volta. O SP caiu num grupo ao lado de Palmeiras, Comercial/MS, Inter/SM, Ferroviária, Criciúma, Novo Hamburgo e América/SP. Ficou em quarto a um ponto da classificação (2V,3E,2D) e foi eliminado. Venceu o América/SP por 1x0 e  2x1 na Ferroviária. Contra o poderoso Palmeiras perdeu por 3x1 em São Paulo

Em 1982 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 12 equipes: São José, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Guarany/BG, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter e São Paulo/RG. O regulamento era: As equipes se enfrentam em turno e returno em jogos. Os seis melhores classificados disputam o hexagonal final. São rebaixados os 2 últimos colocados na soma dos turnos. O São Paulo fez uma boa campanha, ficando em 5° na classificação final, porém teve um ponto negativo, quando levou uma estrondosa goleada do Grêmio por 7x0. Ainda disputou o Campeonato Brasileiro Série B (Taça de Prata). O São Paulo caiu num grupo ao lado de Atlético/PR, Botafogo/SP, Cascavel, Criciúma e Novo Hamburgo. Dois classificavam-se. O SP brilhou e ficou em segundo (2V,1E,2D) e classificou-se.Na fase seguinte venceu um triangular contra os mineiros Uberaba (2x0) e Villa Nova (1x1) e classificou-se para a segunda fase da Série A (Taça de Ouro) no mesmo ano. Na elite do futebol brasileiro caiu no grupo do Santos, Bangu e Inter de Limeira. O peso da competição foi enorme e o time não conseguiu ir bem, ficando em último do grupo (1V,2E,3D). Sua única vitória foi um 1x0 em casa frente ao Bangu. Foi goleado por 6x1 pelo Santos na Vila Belmiro. Em casa segurou um 0x0 contra o peixe.

Em 1983 disputou a Copa ACEG. Eram 10 clubes divididos em dois grupos de 5, onde os três primeiros de cada grupo jogariam a fase final, onde seriam distribuídos em outros dois grupos com 3 times cada. Os vencedores de cada grupo fariam a final do torneio. O São Paulo caiu no Grupo 1 e foi o campeão, garantindo vaga na próxima fase. Em 8 jogos, ganhou 4, empatou 1 e perdeu 3. Na fase final caiu no mesmo grupo de Novo Hamburgo e Juventude. Perdeu 3 partidas e venceu só uma (1x0 Juventude, em casa), sendo goleado pelo Nóia em casa por 3x0 e levando 4x1 do Ju em Caxias. Foi eliminado do torneio. Em 1983 ainda disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 12 equipes: Bagé, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Aimoré, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter e São Paulo/RG. O regulamento era: As equipes se enfrentam em turno e returno em jogos. Os oito melhores classificados disputam o octogonal final. Nesse ano não houve rebaixamento. O SP fez uma boa campanha na fase inicial e ficou em terceiro lugar (8V, 10E, 4D). No octogonal foi mal e ficou em penúltimo (2V, 5E, 7D). Destaque positivo foi a vitória de 1x0, em casa, contra o Grêmio, na fase final

Em 1984 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Bagé, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Aimoré, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. Seis equipes passam a fase final. Nesse ano dois clubes seriam rebaixados. O São Paulo fez uma campanha desastrosa e foi rebaixado

Em 1985 disputou a Copa Bento Gonçalves. Eram 16 clubes (incluindo dupla Gre-Nal), divididos em 4 grupos com 4 clubes. Os dois primeiros se classificariam para o mata-mata (jogos ida e volta). O São Paulo ficou no Grupo A, ao lado de Brasil-Pel, 14 de Julho-SL e São Borja. Em 6 jogos, venceu apenas 4 e perdeu 2. Classificou-se para o mata-mata em primeiro. Enfrentou o Caxias. No primeiro jogo fora de casa venceu por 1x0, no jogo da volta aplicou uma goleada de 4x0. Classificou-se para a semifinal. Essa seria duríssima, contra o poderoso Grêmio. No primeiro jogo no Olímpico, segurou o tricolor e empatou em 2x2. No jogo da volta em Rio Grande, superou-se e aplicou 2x0 no time gremista. Estava na final! A final seria contra o poderoso do estado, o Inter. No primeiro jogo fez história no Beira-Rio, quando venceu os vermelhos por 1x0 com gol de Paulo Barroco aos 30/2 e levou a decisão para Rio Grande, onde empataria em 1x1, gol de Odir e conquistaria o título de Campeão da Copa Bento Gonçalves

Em 1986 foi campeão da COPA ACEG. Também nesse ano disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Bagé, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Aimoré, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O regulamento era dois turnos, onde os 4 melhores fariam as finais. Nesse ano dois clubes seriam rebaixados (somando os turnos). O São Paulo fez uma campanha regular mas não avançou a fase final. Detalhe positivo foi a vitória de 3x1 no campeão Grêmio. Também disputou o Torneio Brasil Sul. Foi disputado por 6 equipes da região Sul do país: Inter/SM, São Paulo/RG, Matsubara/PR, Maringá/PR, Figueirense/SC e Hercílio Luz/SC. O time de Rio Grande foi mal e ficou entre os últimos

Em 1987 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Lajeadense, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Brasil/Pe, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, São Borja, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O regulamento era dois turnos com jogos de ida. Os seis melhores na soma dos dois turnos fariam o hexagonal final. Nesse ano os dois últimos clubes seriam rebaixados (somando os turnos). O SP fez uma campanha razoável, ficou em nono e se manteve na primeira divisão (8V, 9E, 9D). Ainda disputou a Copa Governador do Estado, famosa competição nos anos 70. Dessa vez reuniu apenas 5 clubes: Inter/SM, Lajeadense, Pelotas, Novo Hamburgo e São Paulo. O regulamento eram jogos entre si em ida e volta e levantava a taça quem tivesse mais pontos. O SP ficou em terceiro (3V,4E,1D).

Em 1988 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Lajeadense, Inter/SM, Juventude, Guarany/CA, Grêmio, Brasil/Pe, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Aimoré, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O regulamento era dois grupos de sete, todos do grupo A contra todos do grupo B. Os dois melhores de cada grupo fazem a semifinal em jogo único. Os vencedores da semifinal fazem a final. O vencedor é o campeão da primeira fase, se classifica e leva um ponto extra para o hexagonal final, onde se juntariam com os quatro melhores colocados no geral, em jogos todos contra todos. Nesse ano os oito clubes não classificados para o hexagonal disputam em turno e returno, por pontos corridos, o octogonal da morte. Os dois piores estão rebaixados. O São Paulo ficou em 10° da classificação geral (3V,6E,4D) e teve que ir para o Torneio da Morte, onde ficou em 6° (5V,2E,7D) e se salvou do rebaixamento.

Em 1989 disputou o Campeonato Gaúcho. Foi disputado por 14 equipes: Lajeadense, Inter/SM, Juventude, Novo Hamburgo, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Aimoré, Inter, Pelotas, Santa Cruz e São Paulo/RG. O São Paulo fez uma péssima campanha e terminou em penúltimo, acabou sendo rebaixado para a segundona

Em 1991 disputou a Copa Cidade de Porto Alegre. Eram 17 equipes, divididas em duas chaves. Os dois primeiros de cada chave iam para a semifinal (jogos de ida e volta). O São Paulo-RG caiu no Grupo A. Em 16 jogos, venceu 8, empatou 7 e perdeu 1. Foi o segundo do grupo e classificou-se para a semifinal, onde foi eliminado pelo Novo Hamburgo, após empatar por 0x0 e ser eliminado no jogo da volta nos pênaltis, após novo 0x0 no tempo normal. Tal feito garantiu-lhe presença no Campeonato Gaúcho que novamente sofreu um inchaço de clubes e foi disputado por 20 equipes: Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz e Guarani/VA. Foram incluídos: São Paulo,  Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo (classificados da Copa Cidade de Porto Alegre), Ta-guá e Dínamo/SR (classificados da Copa Aneron Corrêa de Oliveira). Nesse ano o regulamento era o seguinte: dois grupos com 10 times se enfrentam em turno e returno. Os oito melhores na classificação geral classificam para dois quadrangulares, onde os vencedores de cada um deles fariam a finalíssima. Nesse ano não houve rebaixamento. O SP não se classificou. Foi 9° do grupo A (3V,5E,11D).

Em 1992 disputou o Campeonato Gaúcho. Novamente com um inchaço de clubes, dessa vez sendo disputado por 22 equipes: Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo, Ta-guá e Dínamo/SR. Nesse ano o regulamento era o seguinte: dois grupos com 11 times se enfrentam em turno e returno. Os quatro melhores de cada grupo fazem dois quadrangulares, onde os vencedores de cada um deles fariam a finalíssima. Nesse ano, novamente, não houve rebaixamento. O São Paulo não se classificou por muito pouco, ficou apenas um ponto atrás do último classificado. Foi 5° do grupo A (10V,4E,7D)

Em 1993 disputou o inchado Campeonato Gaúcho, dessa vez sendo disputado por 24 equipes: Guarany/GA, Brasil de Farroupilha, Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe, Novo Hamburgo, Ta-guá e Dínamo/SR. Nesse ano o regulamento era o seguinte: as 22 equipes do interior jogam se enfrentam em turno/returno. Classificam as 14 primeiras colocadas que se somam a dupla grenal. As 16 equipes formam 4 grupos com 4 equipes, onde os dois primeiros classificam para um octogonal. O campeão desse octogonal levanta a taça. Seriam rebaixados os dois últimos na primeira fase. O São Paulo fez uma péssima campanha e ficou em 19° (4V,10E,7D)

Em 1994 disputou o Campeonato Gaúcho, dessa vez sendo disputado por 23 equipes: Guarany/GA, Bagé, Brasil de Farroupilha, Inter/SM, Lajeadense, Guarany/CA, Ypiranga, Juventude, Grêmio, Glória, Passo Fundo, Caxias, Esportivo, Inter, Grêmio Santanense, Pelotas, Santa Cruz, São Luiz, Guarani/VA, São Paulo, Aimoré, Brasil/Pe e Veranópolis. Esse foi o campeonato mais longo da história, durou de março a dezembro. Cada equipe fez incríveis 44 jogos. Nesse ano o regulamento era bem simples: todos contra todos em turno e returno e o primeiro levantava o caneco, porém houve uma espécie de rebaixamento em massa, pois o regulamento dizia que do 15 ao 23° iriam jogar a Segundona do ano seguinte. O São Paulo fez uma péssima campanha e foi rebaixado (7V,8E,29D)

Em 1996 disputou a Copa Daltro Menezes. Eram 10 times, em jogos de turno e returno, onde o primeiro seria o grande campeão. Os dois primeiros garantiriam vaga no Gauchão do ano seguinte. O São Paulo foi o oitavo (5V, 4E, 9D). Ainda disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano repetiu-se a fórmula do ano anterior, com 14 times na Série A e 14 times na Série B). A “Série A” participou: Guarani-VA, Atlético de Carazinho, Esportivo, Juventude, Pelotas, São Luiz, Glória, Grêmio, Grêmio/SL, Brasil-Far, Caxias, Inter, Veranópolis e Ypiranga.  A “Série B” tinha: Guarany/GA, Inter/SM, Passo Fundo, Santa Cruz, Brasil/PE, 15 de Campo Bom, Palmeirense, Aimoré, Santo Ângelo, Taquariense, 14 de Julho/SL, Rio Grande, São Paulo e Pratense. Nesse ano o regulamento era: Na Série A eram dois grupos em jogos entre grupos (turno) e dentro dos seus grupos (returno). O primeiro de cada grupo (turno e returno) se classifica direto para o octogonal final junto com o quinto e sexto colocado da classificação geral. Na série B são dois grupos, onde os 4 primeiros classificam para um octogonal (aqui são divididos em dois grupos de quatro, onde o primeiro ia para a fase final do gauchão – Santo Ângelo e Brasil/Pe). O rebaixamento seria disputado em um torneio da Morte entre os quatro últimos da “Série B”. O São Paulo fez uma campanha ruim na “Série B”. Na fase de grupos foi o último (3V,3E,6D) do grupo A e foi tentar a salvação no torneio da morte, onde foi o primeiro e se salvou da degola

Em 1997 disputou a Copa Galego. Eram 12 times divididos em dois grupos, onde os 4 primeiros de cada grupo se classificariam para a segunda fase, onde seria formado dois novos grupos de 4 times. Os campeões desses grupos fariam a final da competição. O São Paulo ficou no grupo 1 e foi o penúltimo (3V, 2E, 5D). Foi eliminado ainda na primeira fase. Ainda disputou o Campeonato Gaúcho (nesse ano repetiu-se a fórmula do ano anterior, com 14 times na Série A e 14 times na Série B - Os melhores colocados da B sobem no mesmo ano para a fase final da Série A). O São Paulo fez uma boa campanha na “Série B”. Na primeira fase, onde caiu no grupo A, foi o quarto colocado (4V,5E,3D) e classificou-se para um quadrangular final, onde o primeiro iria disputar a fase final da Série A. Ficou em segundo (2V,3E,1D) e despediu-se do campeonato

Em 1998, disputou a Copa Abilio dos Reis. Eram 9 times em jogo turno e returno. Os 4 primeiros ganhariam o direito de jogar o Gauchão 1999. O São Paulo ficou em sexto (6V, 4E, 6D). Ainda disputou o Campeonato Gaúcho "Divisão B" mas não passou da primeira fase

Em 1999 disputou o Campeonato Gaúcho “Divisão B” mas não chegou as finais

Em 2000 foi vice-campeão da segundona e retornou a elite.

Em 2001 disputou o Campeonato Gaúcho. No total foi disputado por 17 clubes, onde as duplas Gre-Nal e Ca-Ju entram na segunda fase. A primeira fase foi disputada pelos 13 clubes do interior em apenas um turno, onde os 4 primeiros classificam-se e os dois últimos são rebaixados. O SP ficou em 10° colocado (2V,6E,4D) e foi eliminado

Em 2002 disputou o Campeonato Gaúcho. A 1ª Fase do Gauchão foi disputada por 13 clubes que jogam entre si em turno e returno. Em cada turno o clube que somar mais pontos será o campeão e garante vaga na segunda fase. Além dos campeões, classificam-se também outros dois clubes com melhor pontuação na classificação geral. A 2ª fase é disputada pelos quatro clubes classificados na 1ª fase, mais Grêmio, Juventude, Internacional e Pelotas, que estavam disputando a Copa Sul-Minas. Estão agrupados em duas chaves de quatro clubes cada. Jogam dentro das chaves somente em ida. Apenas o primeiro de cada chave garante vaga na final do campeonato. Os dois finalistas jogam partidas de ida e volta, para se definir o campeão. O último da classificação final é rebaixado. O São Paulo ficou em 11° colocado no 1°turno com 3V,2E e 7D. No 2°turno ficou em último com 1V,2E e 9D. No somatório dos turnos foi o lanterna e foi rebaixado

Em 2004 disputou a Copa RS (Copa Colombo/LG). Essa competição disputada após o Gauchão trazia 28 equipes, distribuídas em 5 grupos, onde os 3 melhores iriam para as oitavas de final (exceção no grupo A classificava-se 4 times). O São Paulo ficou no grupo B ao lado de mais 5 times. Disputou 10 jogos.  Acabou em penúltimo do grupo (3V, 2E, 5D) e foi eliminado.

Em 2005 disputou a Copa RS (Copa Big/Brasil Telecom). Eram 28 times divididos em 4 grupos, onde 16 times passariam para a segunda fase, onde seriam divididos em 4 grupos. Os dois primeiros de cada iam para as quartas de final. O São Paulo caiu no Grupo B ao lado de outros 5 times. Ficou em terceiro no grupo (5V, 2E, 3D) e classificou-se para a fase seguinte, com destaque para as goleadas aplicadas: 4x0 no Riograndense/SM, 3x0 no Inter/SM. Na fase seguinte caiu no grupo ao lado de ULBRA, Grêmio B e Gaúcho. Em 6 jogos, venceu três, empatou um e perdeu dois. Ficou em segundo e seguiu adiante. O destaque positivo foi a vitória de 4x0 no Gaúcho e as duas sobre o Grêmio B: 1x0 e 3x0. Nas quartas encarou o Farroupilha. Venceu o primeiro jogo por 1x0 e foi eliminado no segundo após perder por 3x0.

Em 2006 disputou a Copa FGF. Eram 23 times divididos em dois grupos. Os oito primeiros de cada grupo classificavam para as oitavas, onde os confrontos seriam em mata-mata. O São Paulo ficou no grupo A e fez uma campanha razoável, terminando em sétimo na fase de grupos (7V, 5E, 8D), classificando-se para as oitavas, onde foi eliminado pelo Caxias, após perder as duas partidas (1x0 e 3x1)

Em 2008 disputou a Copa FGF (Copa Lupi Martins). Eram 18 equipes divididos em 2 grupos de 9 times, onde apenas os últimos de cada grupo não iriam para a segunda fase. O campeão garantiria vaga na Série D 2009 e na Recopa Sul-Brasileira 2008. O São Paulo conseguiu essa proeza negativa, onde no Grupo B, venceu 2, empatou 8 e perdeu 6 vezes.

Em 2011 disputou a Copa FGF (Copa Laci Ughini). Eram 22 times divididos em três grupos com jogos turno e returno. Classificam-se os cinco primeiros de cada grupo mais o melhor sexto colocado. O campeão levava ainda uma vaga na Série D 2012 e o vice uma vaga na Copa do Brasil 2013. O São Paulo caiu no grupo 3, ficou em primeiro (7V, 1E, 4D) e classificou-se para as oitavas, onde eliminou o Cerâmica (0x1 fora e 3x1 casa). Nas quartas caiu diante do Juventude (0x1 fora e 0x3 casa)

Em 2012 disputou a Copa FGF (Copa Hélio Dourado) contando com a participação de 22 clubes, divididos em 3 grupos, onde somente o último não se classificava para as oitavas. O campeão garantirá uma vaga na Série D de 2013, e o vice, na Copa do Brasil de 2013. O São Paulo caiu no grupo 2 e ficou em segundo (5V, 4E, 3D) e classificou-se para as oitavas. Nas oitavas eliminou o Milan (2x2 fora e 7x1 casa). Nas quartas foi eliminado pelo 14 de Julho (0x1 fora e 2x1 casa)

Em 2013 foi vice-campeão da segundona e retornou a elite. Ainda disputou a Copa FGF (Copa Willy Sanvitto). Eram 16 times disputando jogos em mata-mata desde o inicio. Na primeira fase, se o escore do visitante for igual ou superior à 2 gols, não há jogo de volta. O São Paulo enfrentou de cara o Novo Hamburgo e foi eliminado (3x1 casa e 0x2 fora). Disputou ainda o Campeonato da Região Sul-Fronteira. Eram 5 times participantes. O campeão ganhava uma vaga na Supercopa Gaúcha. Os times ficaram em apenas um grupo, onde os 4 melhores fariam as semifinais. Eram dois turnos. Os campeões de cada turno fariam a final. No primeiro turno, o São Paulo foi o último (1V, 3D) e não se classificou para as semifinais. No segundo turno foi o quarto (1V, 3D), mas dessa vez garantiu presença nas semifinais, onde foi eliminado pelo Brasil/Pe (0x1 casa e 0x2 fora)

Em 2014 disputou o Campeonato Gaúcho. Assim como nos últimos anos, a disputa envolveu 16 clubes distribuídos em duas chaves. Diferente como foi as últimas edições, teve turno único. Os 4 primeiros de cada grupo terão vaga nas fases de mata-mata. As quartas-de-final e semifinal serão disputadas em uma partida, enquanto que a final sera disputada em dois jogos. Os três primeiros colocados garantem vaga na Copa do Brasil de 2015. Os três piores são rebaixados para a Segundona. O São Paulo foi sexto no grupo B (4V,5E,6D) e foi eliminado. Ainda disputou a Copa FGF (denominada Copa Fernandão). O torneio será disputado no sistema de mata-mata, ao estilo da Copa do Brasil. Na primeira fase (oitavas-de-final), o time melhor qualificado no ranking da FGF joga a primeira partida como visitante. Caso este time vença a partida por 2 ou mais gols de diferença, estará automaticamente classificado para a próxima fase. A partir das quartas-de-final, a ordem dos jogos foi definida por sorteio e a partida de volta é obrigatória. São 22 clubes começando na primeira fase. Os vencedores das 11 partidas e o melhor perdedor avançam a segunda fase. Os vencedores das 6 partidas e os 2 melhores perdedores avançam às quartas-de-final. A partir daí, apenas os vencedores avançam às semifinais e às finais. O SP fez seu primeiro jogo contra o Brasil/Pe, fora de casa. Acabou perdendo por 1x0 e teve que jogar a volta, onde empatou em 1x1 e foi eliminado. Ainda disputou a Copa Sul-Fronteira. Eram 7 times: Bagé, Farroupilha, Grêmio, Guarani-VA, Lajeadense, Santa Cruz e São Paulo. Todos contra todos em turno e returno. Os 4 melhores vão para as semifinais. O SP ficou em quarto (6V,5E,3D) e classificou-se para as semifinais. Na semi foi eliminado pelo Lajeadense com duas derrotas: 1x3 em casa e 0x5 fora

Em 2015 disputou o Campeonato Gaúcho. Os 16 clubes jogam em turno único, onde os 8 primeiros seguem adiante. Nas quartas e semifinal em jogos eliminatórios. A final é em dois jogos. Os três primeiros colocados disputarão a Copa do Brasil de 2016. Os três piores são rebaixados para a Segundona. O SP foi o 13° da primeira fase (3V,5E,7D) e foi eliminado

Em 2016 caiu na semifinal da Copa José Luiz Barreto (Região Sul). Na série D nacional foi eliminado ainda na fase de grupos.  No gauchão caiu nas quartas de final

Em 2017 caiu na primeira fase do gauchão

 

TÍTULOS

  • Campeão Gaúcho: 1933
  • Campeão do Interior: 1933
  • Campeão da Segundona Gaúcha: 1970
  • Vice-Campeonato Gaúcho 2ª Divisão: 1967, 1985, 2000 e 2013
  • Campeonatos Citadinos de Rio Grande: 1916, 1918, 1919, 1920, 1923, 1927, 1928, 1929, 1930, 1931, 1932, 1933, 1935, 1943, 1945, 1952, 1954, 1958, 1959, 1966, 1967, 1968, 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1980, 1987, 2004, 2009
  • Campeão Torneio Incentivo: 1981
  • Campeão Copa Bento Gonçalves: 1985
  • Campeão Copa ACEG (Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos): 1986
  • Campeão Taça Cidade do Rio Grande: 1980

 

ESTÁDIO

O Estádio Aldo Dapuzzo com capacidade para 10 mil pessoas, é uma das arenas de futebol mais antigas e tradicionais do Estado.

A casa do Leão acompanha o time quase desde seu nascimento em 1908 e desde as primeiras décadas do século XX veio recebendo modificações em sua estrutura. Antes da década de 1940, havia um pavilhão construído em madeira que à época já era bastante acanhado para a torcida. Nesta década foram empreendidos os esforços para a construção do pavilhão social que, com a exceção de algumas modificações, ainda preserva os traços originais. Em 1954 ganha seu primeiro sistema de iluminação, acompanhando a maioria dos clubes brasileiros com relação a disputa de partidas noturnas. Já em 1961 são erguidas as arquibancadas de alvenaria da Rua América que, em breve, darão lugar a uma nova estrutura.

Nas décadas de 1970 e 1980 vieram as grandes mudanças estruturais que permitiram ao São Paulo a disputa de competições nacionais e a receber grandes públicos em seu estádio.  Em 1977 foi reestruturado o sistema de iluminação para uma das estruturas mais modernas do estado, à época. A primeira instalação contava com 24 refletores e logo foi ampliada para 36 refletores divididos em quatro torres. Atualmente, em 2012, o sistema está passando pela primeira grande reforma.

Nem sempre a Arena se chamou Aldo Dapuzzo. Antes da década de 1980 o Estádio se chamava Waldemar Fetter. A troca foi em decorrência a uma justa homenagem a Antônio Aldo Dapuzzo patrono do clube que empreendeu inúmeros esforços para levar o time à disputa de competições nacionais, o que até hoje é um fato que coloca o São Paulo em um seleto grupo de oito clubes gaúchos que já participaram de série A do Campeonato Brasileiro.

 

Foto: Wesley Santos/agencia PressDigital